ÁFRICA/MOÇAMBIQUE - O ano da memória da presença missionária comboniana se concluirá com o 20º aniversário do assassinato do Irmão Alfredo Fiorini

Sábado, 27 Agosto 2011

Maputo (Agência Fides) - O 20º aniversário do assassinato do Frei Alfredo Fiorini, missionário comboniano, médico, que será comemorado em 24 de agosto de 2012, ofereceu a inspiração para os missionários combonianos presentes em Moçambique, para manter um determinado ano de oração e reflexão, que começou no dia 24 deste mês, como informa Comboni Press. Numa carta intitulada "Ano da nossa memória: Missão comboniana em Moçambique", o Superior Provincial, Pe. José Luis Rodriguez Lopez escreve: "Queremos aproveitar este evento para consolidar o nosso espírito missionário e dar continuidade à memória histórica e carismática de nossa circunscrição propondo-a como meio de animação e formação ... Por isso, queremos começar um ano de oração e comunhão provincial, comemorando os acontecimentos históricos de nossa presença missionária em Moçambique". O Superior salienta ainda: "Cada momento que passamos em missão, estamos caminhando e traçando a história. É claro que estas experiências ficarão gravadas em nossas mentes e, em particular, em nossos corações ... Precisamos fortalecer a nossa comunhão provincial através dos eventos que marcaram as linhas de trabalho da nossa presença missionária na Igreja em Moçambique desde o início".
Sugerindo algumas iniciativas para viver este particular ano da memória (adoração eucarística mensal, recitação da oração composta para a ocasião, publicando de um livro sobre a história da presença comboniana no país, celebração da assembléia provincial para a análise da realidade atual de Moçambique...), Pe. José Luis Rodriguez Lopez lembra que "Moçambique foi marcado pelo derramamento do sangue de muitos mártires, sacerdotes, religiosos, religiosas e leigos" por isso o ano da memória se concluirá com uma celebração no local do martírio do irmão Alfredo Fiorini.
Como escreveu a Agência Fides em 29 de agosto de 1992, "o missionário médico comboniano irmão Alfredo Fiorini foi morto ao meio-dia de 24 de agosto, por uma rajada de tiros. Estava voltando à missão de Namapa, onde dirigia o hospital. Enquanto percorria a estrada entre Nacala e Carapira, na localidade Miravale, distrito de Monapo, província de Nampula, contra o veículo em que viajava foi baleado, por desconhecidos, uma descarga de metralhadora. Irmão Alfredo trabalhava há dois anos em Moçambique, não só como missionário médico, mas como missionário que fazia tudo, partilhando o destino e o sofrimento dos famintos e doentes, comprometido na assistência e promoção das populações". (SL) (Agência Fides 27/8/2011)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network