http://www.fides.org

Europa

2011-03-21

EUROPA - Crucifixo nas escolas: “a cultura dos direitos humanos não deve necessariamente excluir a civilização cristã” - declara o Card. Erdo

St. Gallen (Agência Fides) – O Card. Péter Erdo, Arcebispo de Esztergom-Budapest, Presidente do Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE), expressou satisfação pela sentença da Grand Chambre da Corte europeia dos direitos humanos de Estrasburgo a respeito da exposição do crucifixo nas salas de aula na Itália. A sentença, que reverteu o veredicto da precedente, foi definida pelo Card. Erdo como “um sinal de bom senso, de sabedoria e de liberdade”. Na declaração do Presidente do CCEE, enviada à Agência Fides, lê-se que: “Hoje foi escrita uma página da história. Abriu-se uma esperança não só para os cristãos, mas para todos os cidadãos europeus, fiéis ou leigos, que se sentiram profundamente feridos pela sentença de 3 de novembro de 2009 e que estão preocupados com procedimentos que tendem a minar uma grande cultura como a cristã e em definitiva, a sua própria identidade. Considerar a presença de um crucifixo em um espaço público como contrária aos direitos humanos seria como negar a própria ideia de Europa. Sem o crucifixo, a Europa que conhecemos hoje não existiria. Por este motivo, a sentença é antes de tudo uma vitória para a Europa”.
O texto se encerra com as seguintes palavras: “Estou convencido de que a sentença de hoje contribuirá para dar credibilidade à Corte e às Instituições europeias junto a muitos cidadãos europeus. Com ela, os juízes reconheceram que a cultura dos direitos do homem não deve forçadamente excluir a civilização cristã”. (SL) (Agência Fides 21/03/2011)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network