http://www.fides.org

Europa

2003-07-09

EUROPA/ALEMANHA - “AJUDA À IGREJA QUE SOFRE” EM 2002: 71,6 MILHÕES DE EUROS PARA 6.200 PROJETOS REALIZADOS EM 127 PAÍSES DE TODOS OS CONTINENTES, DESTINADOS A RECONSTRUÇÃO DAS IGREJAS, SUSTENTO DO CLERO E MEIOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL.

Konigstein (Agência Fides) – Superando a média das ofertas dos últimos 5 anos, em 2002 a Obra de direito pontifício fundada pelo Pe. Werenfried van Straaten “Ajuda à Igreja que sofre” (ACS), recolheu 71,6 milhões de euros que financiaram 6.200 projetos em 127 nações de todos os continentes. As ofertas provêm de 360.000 bem-feitores dos 17 países onde a ACS está presente com sedes nacionais. Estes são os dados divulgados durante a apresentação do balanço de 2002 da ACS, na sede internacional de Konigstein, Alemanha. Entre os Países que mais contribuíram estão a França, a Alemanha e a Suiça, enquanto que aumentos significativos (mais de 40%) foram registrados no Brasil, Holanda e Chile.
Sobre os projetos financiados pela ACS, 18,7 milhões de euros foram destinados à projetos de dioceses na Europa Oriental; 12,8 milhões à América-latina; 11 milhões à Ásia e 8,1 milhões à África. No Leste Europeu, as ajudas mais significativas foram destinadas à Rússia e Ucrânia. Na Bósnia – Herzegovina, a ACS está contribuindo para a recuperação das estruturas religiosas danificadas ou destruídas pela guerra. Na África, particularmente consistentes foram as ajudas destinadas às dioceses da república Democrática do Congo e no Sudão. Também em 2002, a prioridade na América-latina foi Cuba, enquanto que na Ásia, as ajudas mais importantes foram para o Vietnam, a china e Myanmar. Na Europa Ocidental merecem destaque as iniciativas dedicadas sobretudo ao sustento dos mosteiros contemplativos, à pastoral da família e à defesa da Vida.
Dos 6.200 projetos realizados, em primeiro lugar estão os de construção de edifícios religiosos (31,7%), depois o sustento do clero (16,7%) e a formação (15,6%). Em seguida, o sustento de meios de comunicação social, a difusão de publicações religiosas, ajudas à religiosas, fornecimento de meios de transporte para os missionários e ajudas caritativas.
(S.L) (Agência Fides 9/7/2003 – linhas: 27; palavras: 327)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network