http://www.fides.org

America

2004-07-26

AMÉRICA/CHILE - Serão celebradas amanhã de manhã as exéquias do missionário italiano assassinado na noite de sábado na Catedral de Santiago

Santiago (Agência Fides) – As exéquias do Padre Faustino Gazziero, dos Servos de Maria, serão celebradas terça-feira, 27 de julho, às 10 hs. O sacerdote foi morto a facadas sábado 24 de julho, logo após celebrar a Missa. O sacerdote estava retornando à sacristia depois da Missa vespertina de Sábado, na Catedral de Santiago, quando um jovem de 25 anos, robusto e armado de uma faca, o atacou mortalmente. O jovem foi imediatamente detido e entregue à polícia. Nas horas sucessivas, os fiéis lotaram a Catedral, para rezar e levar suas condolências à comunidade dos Servos de Maria, que no Vicariado do Instituto que engloba Chile, Bolívia e Peru, conta com cerca de cinqüenta religiosos, dos quais muitos missionários.
Padre Gazziero, 69 anos, italiano, era missionário no Chile desde 1960, logo após a ordenação sacerdotal. Desempenhou diversos cargos, e há anos, era Presidente da Fundação Santa Teresa, que dirige muitas escolas no País. Além de se dedicar à educação, o sacerdote realizava ministério pastoral também no cemitério da cidade e junto aos mais idosos. O Cardeal Francisco Errazuriz Ossa, Arcebispo de Santiago, condenou duramente este ataque contra o sacerdote estrangeiro que desempenhou grande parte de sua missão evangelizadora no Chile, dedicando-se de modo especial à educação e que celebrava regularmente a Santa Missa no principal Templo da Arquidiocese. “Mataram Padre Faustino também por motivos ligados à fé, porque era sacerdote de Jesus Cristo” – disse o Cardeal, depois da Missa Solene por ocasião da festa do Padroeiro, São Tiago. “O príncipe das trevas, satanás, continua sua luta contra a luz, e mesmo derrotado por Jesus Cristo, que ressuscitou da morte e se tornou vida, esperança e luz, que ilumina toda a humanidade”. (S.L.) (Agência Fides 26/7/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network