http://www.fides.org

America

2003-05-07

AMÉRICA/MÉXICO - OS BISPOS MEXICANOS ESCREVEM UMA MENSAGEM ÀS FAMÍLIAS: “CHEGA COM TUDO QUANTO DESTRÓI AS NOSSAS FAMÍLIAS!

Monterrey (Agência Fides) – “A família santuário da vida, boa nova para o Terceiro Millenio”: este é o tema central da LXXV Assembléia plenária do Episcopado Mexicano que se reuniu em 28 de Abril a 2 de Maio em Monterrey, México. No final dos trabalhos os Bispos publicaram uma “Mensagem às famílias Mexicanas” em que constatando que muitas famílias estão se desintegrando, traçam linhas de ações pastorais.
As causas desta difícil situação – afirmam os Bispos – estão sobretudo na desvalorização do sacramento do matrimônio que levou a considerá-lo um simples contrato privado e portanto, reincidível livremente. Entre outros motivos desta crise, a banalização da sensualidade, reduzida a um simples meio de prazer que instrumentaliza as pessoas; o recurso a anticoncepcionais, aborto, etc para evitar a concepção de filhos de um lado e a busca da manipulação assistida para ter um filho “sob medida” , isto é, como se quer e quando se quer. “Deus quis que a família seja o santuário da vida” – afirmaram os Bispos – e portanto, toda a forma de manipulação, seja para evitar os filhos, seja para procriar através de meios não naturais, é de particular gravidade.
Os bispos destacam que a “pobreza, a miséria e a falta de recursos adequados atingem violentamente as famílias, provocando o doloroso fenômeno da imigração, causa direta da desintegração familiar”. Diante destas e de outras situações que abalam as famílias, o Episcopado mexicano ergue a sua voz para dizer com força: “Chega com tudo aquilo que destrói as nossas famílias...A família é um dos bens mais preciosos da humanidade. Se perdêssemos este patrimônio humano nos privaremos da célula vital da sociedade, pois está e a formadora das pessoas e é a comunidade fundamentalmente sobre a qual se apóia o conjunto das relações sociais”.
A Mensagem se conclui afirmando o empenho da Igreja em favor da família. “ A família é a prioridade de base da nossa pastoral para que seja santuário da vida, seja promovida a paternidade e maternidade responsável à luz do magistério, seja reativada em todas as comunidades a catequese familiar, se formem os jovens à vida matrimonial e familiar, se acompanhem e ajudem os esposos a reforçarem a relação matrimonial, se acolham com amor as famílias que atravessam uma situação difícil e por fim, que haja um acompanhamento para as pessoas que se encontram em uma situação irregular”.
Em tal perspectiva, os Bispos lançam um apelo aos sacerdotes, aos consagrados e aos leigos, para que se empenhem com coragem e audácia a anunciar, celebrar e servir o Evangelho do matrimônio, da família e da vida em espírito de comunhão. Conscientes da escassa formação sobre estes temas, os Bispos se empenham a promover a formação de operadores pastorais. Exortam as realidades educativas (universidades e escolas) e os professores católicos a formarem os alunos na reta consciência moral sobre argumentos como a sexualidade, matrimônio, família e vida. E a empenhar-se na busca científica em comunhão e fidelidade ao Magistério da Igreja. Por fim, pedem aos meios de comunicação que trabalhem no sentido de promoverem a família.(R.Z) (Agência Fides 6/5/2003 – linhas:42; palavras: 540)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network