http://www.fides.org

Asia

2003-07-02

ASIA/ÍNDIA - NÃO À CULTURA DO ANTAGONISMO, SIM AO DIÁLOGO COM OS HINDUS: E ESFORÇO DOS JESUÍTAS INDIANOS PARA NÃO DESTRUIR A COEXISTÊNCIA PACÍFICA

Nova Delhi (Agência Fides) – “Amai os vossos inimigos”: para colocar em prática o mandamento evangélico de Jesus, em tempos de tensão entre as religiões na Índia, os Jesuítas indianos, no estado de Madhya Pradesh decidiram tomar todos os caminhos possíveis para abrir um diálogo e uma relação com os grupos fundamentalistas hindus que se opõem ao cristianismo.
Como lembraram à Agência Fides, os padres Jesuítas do local – conscientes que o fundamentalismo religioso está destruindo a coexistência e a harmonia social da população indiana – organizaram encontros e seminários inter-religiosos, com a intenção de promover o encontro entre hindus e cristãos para que estes redescubram o patrimônio de valores comuns entre homens religiosos.
Entre as personalidades que os Jesuítas pretendem envolver no diálogo, está o Ministro do Ambiente do governo federal, Dilip Singh Judeo, célebre por ter promovido em 1996 um ano de “reconversão”, no qual anunciou o desejo de reconverter ao hinduismo mais de 100 mil tribais, no seu dizer, forçados pelos missionários a escolher a religião de Jesus. Os religiosos recentemente defenderam a importância do trabalho de educação à tolerância entre as culturas e religiões nas escolas.
Segundo a Comissão Nacional para as Minorias Religiosas, os cristãos podem reivindicar os seus direitos mas sem desenvolver uma cultura de antagonismo em relação aos hindus, risco que se corre em tempos de tensão inter-religiosa, enquanto está em curso uma campanha pela aprovação de leis anti- conversões, já em vigor em alguns estados indianos.
Em um recente encontro da Comissão ocorrido em Bengala, os membros cristãos da Assembléia destacaram a necessidade de instaurar um diálogo com os hindus, formando um Conselho inter-religioso para esclarecer alguns preconceitos difusos em relação ao cristianismo.
Segundo a Comissão, os cristãos devem primeiramente reencontrar a unidade interna: existem na Índia mais de 350 denominações cristãs, sobretudo entre os protestantes, que caminham por conta própria, sem dar muita atenção à comunhão recíproca. É uma tendência perigosa, destacou a Comissão, que pode danificar a imagem da comunidade cristã diante da população hindu e desenvolver um antagonismo religioso que prejudicaria a todos
Sobre cerca de um milhão de habitantes, os cristãos são 2,6% da população indiana, os hindus 82%, os muçulmanos 11%. Outras religiões presentes são o budismo, jainismo e sikh.
(PA) (Agência Fides 2/7/2003 – linhas: 34; palavras: 396)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network