http://www.fides.org

Asia

2004-05-26

ÁFRICA/MALAUÍ - A oposição pede para repetir as eleições de 20 de maio. Protestos e incidentes. Infelizmente, há notícias de intimidações contra alguns veículos de comunicação da Igreja

Lilongwe (Agência Fides)- Não cessam as polêmicas sobre as supostas fraudes nas eleições presidenciais realizadas em Malauí em 20 de maio e vencidas pelo candidato do partido no poder, Bingu wa Mutharika (veja Fides de 25 e 22 de maio de 2004). A coalizão dos partidos de oposição pediu à Corte Suprema que anule as eleições e repita o pleito, afirmando que houve fortes irregularidades na votação.
Protestos acabaram em confrontos com a polícia. As violências provocaram ao menos quatro mortos e diversos feridos.
Também o Malawi Electoral Support Network (MESE), um grupo de vinte organizações não-governamentais empenhadas em vigiar o bom andamento das eleições, pediu ao povo de Malauí que não aceite os resultados das eleições, porque foram caracterizas por numerosas fraudes.
Fontes da Igreja católica em Malauí acreditam que seja provável que as acusações tenham fundamento. Teriam sido descobertos, em especial, casos de eleitores não registrados que votaram, portanto, em situação irregular. Foi registrada também a presença de urnas eleitorais “fantasmas”, urnas irregulares não registradas pela comissão eleitoral.
Além disso, alguns meios de comunicação católicos sofreram ameaças por terem difundido notícias sobre as fraudes, e intimidações antes e durante a campanha eleitoral. (L.M.) (Agência Fides 26/5/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network