http://www.fides.org

America

2004-05-04

AMÉRICA/GUATEMALA - Uma nova Comissão Centro-americana das Missões (COMCAM) manterá vivo o espírito missionário e vai financiar a realização de quatro programas do Plano Missionário Ad Gentes da América Central

Cidade da Guatemala (Agência Fides) - O Encontro Centro-americano das Missões, realizado recentemente em Cidade da Guatemala, aprovou a criação de um nova Comissão Centro-americana das Missões (COMCAM), que terá como tarefa principal manter vivo o espírito missionário e financiar a realização dos quatro programas do Plano Missionário Ad Gentes da América Central (PMAG). Este é o conteúdo de uma nota enviada à Agência Fides pela Sala de Imprensa do CAM 2.
Os trabalhos do Encontro Centro-americano, do qual participaram 55 representantes das diversas nações da América Central (Bispos Presidentes das Comissões para as Missões das Conferências Episcopais, Diretores nacionais das Pontifícias Obras Missionárias, Vigários de Pastoral, Delegados diocesanos e um grupo de leigos), delinearam as principais estratégias pastorais para a aplicação do PMAG.
Na abertura do encontro, realizaram-se duas conferências: uma de caráter doutrinal (ensinos magisteriais sobre a missão) e a outra orientada para mostrar aos participantes o percurso que levou à elaboração final do PMAG, além de apresentar o estado atual do plano através de uma leitura profunda e analítica do texto.
Enriquecida com as contribuições dos palestrantes (Dom Vittorino Girardi, Bispo de Tilarán e Presidente da Comissão Episcopal das Missões da Costa Rica, pe. Victor M. Ruano, Vice-Reitor do Instituto Teológico para a América Latina ITEPAL), os participantes dividiram-se em quatro grupos de trabalho. Depois de uma atenta leitura e reflexão do Programa geral, foram traçadas as estratégias pastorais dos quatro programas previstos do PMAG: Centro Missionário Ad Gentes da América Central - CEFOMIC; Conselho Nacional das Missões - CONAMI; Igrejas Irmãs - IGHEMA e Paróquia Missionária - PAMI. Para facilitar os trabalhos, os organizadores do encontro entregaram aos grupos de trabalho quatro perguntas: Quais estratégias pastorais devem ser reforçadas? Quais estruturas são necessárias para seu funcionamento? Quais etapas se prevêem desde a fase inicial até a sua plena realização? Quais ações imediatas (no arco de um ano) devem ser aplicadas em cada programa?.
O trabalho dos grupos se revelou muito rico, graças à heterogeneidade dos participantes, que provenientes de experiências diferentes e sendo de diversas nacionalidades, ofereceram um mosaico de contribuições muito vasto. As conclusões de cada grupo foram reunidas em um único documento apresentado depois à Assembléia plenária para a sua aprovação. No final do Encontro, os participantes redigiram uma carta na qual revelam o espírito missionário que o CAM 2 suscitou na América Central, e destacam o papel que os Bispos assumiram para guiar este espírito missionário a se manifestar em iniciativas concretas e permanentes. (R.Z.) (Agência Fides 4/5/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network