http://www.fides.org

Asia

2004-05-04

ÁSIA/PAQUISTÃO - Educação para a paz nas escolas: um seminário promovido pela Comissão para o Diálogo Inter-religioso

Lahore (Agência Fides) - Educar os jovens ao diálogo e à paz: este é o objetivo do seminário de formação organizado pela Comissão nacional para o Diálogo Inter-religioso e o Ecumenismo, dirigido em especial a estudantes das escolas do ensino fundamental e médio. O curso pretende promover nos jovens os valores da harmonia social e da reconciliação desde o princípio da sua instrução.
A iniciativa foi apresenta recentemente em Lahore, na presença de numerosas autoridades políticas, civis e religiosas, cristãs e muçulmanas, e diante de um público de mais de 200 pessoas, entre estudantes e professores. Todos concordaram com o fato que promover a difusão de tais valores em âmbito escolar e no patrimônio ideal a ser entregue aos jovens, os tornará cidadãos melhores e beneficiará toda a nação.
“Se os jovens tomarem consciência da urgência da paz, poderão conduzir uma vida próspera e pacífica. Sem a paz, não pode existir desenvolvimento e prosperidade”, disse Naseem Hassan Shah, chefe da Corte Suprema do Paquistão, em sua intervenção no encontro, e recordando que a Constituição do país proíbe qualquer discriminação de crença, raça ou religião.
Os estudantes presentes destacaram nas suas intervenções que entendem a importância dos valores como amor, respeito, tolerância, para se viver em qualquer ambiente: em casa, na escola, pelas ruas. “Se hoje, que somos companheiros de escola, trabalhamos juntos e nos respeitamos, seremos capazes de continuar a manter acesa a chama da paz nos anos que virão”, disseram alguns estudantes, apreciando os valores da tolerância, harmonia e respeito, de modo especial entre os membros das diversas religiões.
Pe. Francis Nadeem, Secretário da Comissão para o Diálogo Inter-religioso e o Ecumenismo, organizadora do seminário, agradecendo aos presentes, aos professores e aos estudantes, disse que “é responsabilidade de cada um promover a educação à paz entre os jovens. É um dever do governo colocar em ato políticas públicas nas quais prevaleçam os valores da harmonia social, fraternidade, igualdade, justiça e respeito de toda pessoa”. Dando o bom exemplo nas escolas, os jovens se tornarão embaixadores da paz na sociedade, tornando-a pacífica e próspera. Segundo Pe. Nadeem, esses valores deveriam ser oficialmente inseridos no currículo escolar desde a primeira infância. (PA) (Agência Fides 4/5/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network