http://www.fides.org

Ciência e Medicina

2004-04-29

ÁSIA/CHINA - Dois novos casos suspeitos confirmados, um dos quais, grave. 800 pessoas em quarentena para prevenir a epidemia da Sars

Roma (Agência Fides) - Diagnose confirmada de Sars para dois dos casos suspeitos, em observação na capital chinesa. Um deles encontra-se em condições críticas.
Segundo fontes oficiais, no total, quase 800 pessoas estão sob quarentena: cerca de 700 na capital e 70 na província de Anhui, aonde há a suspeita de um segundo foco de infecção.
Entre ontem e hoje, grupos de especialistas da Organização Mundial da Saúde, OMS, especializados em epidemiologia, virologia, controle de infecções e bio-segurança dos trabalhadores, estão na cidade para coadjuvar as autoridades chinesas na identificação de focos e em sua contenção, antes que se alastrem. Um porta-voz da OMS repetiu ontem, pela segunda vez em dois dias, que os novos casos de Sars na China “não constituem um risco para a saúde pública”.
Uma das duas enfermeiras do laboratório do Instituto de virologia de Pequim que contraiu o vírus é originária de Hefei, em Anhui, e antes de descobrir que estava doente de Sars, realizou diversas viagens entre Hefei e a capital.
A nova paciente identificada hoje, uma médica de 49 anos, estava internada no Hospital de Jiangong, dividindo o mesmo quarto com a doente da capital, enfermeira no mesmo Hospital.
Em razão das longas férias da primeira semana de maio, durante a qual se locomoverão dezenas de milhões de pessoas, as autoridades estão multiplicando esforços para tranqüilizar a população. Xinhua Liang Wannian, vice-diretor do setor sanitário de Pequim, convidou a população a “ter confiança na capacidade de governo de controlar a Sars”. (AP) (29/4/2004 Agência Fides)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network