http://www.fides.org

Vaticano

2003-06-13

VATICANO - O PAPA: “NÃO OBSTANTE AS DIFICULDADES QUE ESTÁ ATRAVESSANDO, A FAMÍLIA DISPÕEM PORÉM TAMBÉM DE RICOS POTENCIAIS SENDO UMA INSTITUIÇÃO ENRAIZADA NA NATUREZA DO HOMEM”

Cidade do Vaticano (Agência Fides) – “Na Europa de nossos dias, o instituição familiar sofre de uma preocupante fragilidade, que se agrava quando não se está preparado para assumir as próprias responsabilidades em seu interior, através de uma atitude de total doação recíproca e de verdadeiro amor. Ao mesmo tempo, ocorre reconhecer que tantas famílias cristãs oferecem um consolador testemunho eclesial e social: estes vivem esta doação recíproca no amor conjugal e familiar em maneira admirável, superando dificuldades e adversidades”. Assim afirmou o Santo Padre João Paulo II recebendo em audiência esta manha, 13 de Junho, os participantes do Congresso dos Presidentes das Comissões Episcopais para a família e pela vida da Europa, promovido pelo Pontifício Conselho para a Família.
O Santo Padre destacou que nas sociedades européias atuais, emergem com freqüência tendências que ameaçam a família (uma mentalidade favorável ao divórcio, à contracepção e ao aborto, que não reconhece o pleno direito à vida do ser humano). Conseqüentemente, a pastoral familiar é hoje uma tarefa prioritária”. Graças a Deus se registram também sinais de um novo despertar em defesa da família: “ Me refiro aqui a algumas intervenções legislativas, como também a oportunos incentivos para frear o avanço do inverno demográfico, em maior grau observado na Europa. Crescem os movimentos em favor da família e pela vida; se consolidam e constituem uma nova consciência social. Sim, inúmeros são os recursos da família!”
Recordando o décimo aniversário da publicação da Carta dos Direitos da Família por parte da Santa Sé, o Papa renovou o convite “aos responsáveis dos povos e aos legisladores para que assumam plenamente o seu empenho em defesa da família e favoreçam a cultura da vida”, desejando que “este importante documento continue a servir de apoio e orientação para quantos, sob vários títulos, possuem tarefas e responsabilidades sociais e políticas”.(S.L) (Agência Fides 13/6/2003 – linhas: 23; Palavras: 310)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network