http://www.fides.org

Africa

2004-03-12

ÁFRICA/MADAGÁSCAR - Mais de 170 desaparecidos e 32 mortos: é o balanço do ciclone “Gafilo”, que atingiu Madagáscar

Antananarivo (Agência Fides) - 170 pessoas desaparecidas e 32 mortas. É o balanço do ciclone “Gafilo”, que devastou Madagascar essa semana. Entre os dispersos estão 120 passageiros e membros da tripulação da balsa “Samson”, naufragada em 9 de março no canal de Moçambique. Somente dois passageiros, um homem e uma mulher, conseguiram ser salvos pelas equipes de socorro.
Estão chegando à ilha ajudas da comunidade internacional. Elas serão destinadas principalmente as 10 mil crianças com menos de cinco anos e 2.500 mulheres em estado de gravidez nas áreas atingidas pelo ciclone. Mulheres grávidas e crianças são as mais vulneráveis a infecções, que se difunde facilmente com a carência de água potável. Muitos rios transbordaram, e a água potável não está sendo distribuída regularmente. O governo decretou 3 dias de luto nacional em memória das vítimas.
Às 4 horas da manhã de 7 de março, o ciclone atingiu as regiões do Norte de Madagascar, penetrando através da costa Nordeste, com ventos de até 300 km/h; atravessou boa parte do Norte em direção Sul, e desembocou no mar. Dois dias depois, retornou ao Madagáscar pelo sudoeste, atingindo a cidade de Ankazoabo.
A estimativa dos prejuízos é ainda provisória. A Caritas Madagáscar enviou a Fides uma avaliação preliminar: 90% das aldeias de Vohémar, Sambava, Antalaha, Maroantsetra, no Nordeste, foram destruídas. As aldeias de Sainte Marie, Fenerive-Leste, Mananara-Norte e Vatomandry tiveram 75% das residências destruídas e mais de 130 mil pessoas estão ao relento nas 4 províncias da ilha (foram poupadas somente Fianarantsoa e Tulèar).
(L.M.) (Agência Fides 12/3/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network