http://www.fides.org

Asia

2004-03-12

ÁSIA/PAQUISTÃO - Muçulmanos e cristãos devem-se unir em obras de solidariedade: mais de 430 participantes no encontro da Comissão para o Diálogo inter-religioso no Paquistão

Kasur (Agência Fides) - Agir juntos em projetos de solidariedade é um modo para saldar a união entre muçulmanos e cristãos: é o pensamento da assembléia inter-religiosa de mais de 430 pessoas, entre líderes cristãos e muçulmanos, que se reuniu em Kasur. O encontro foi organizado em 6 de março passado pela Comissão para o Diálogo inter-religioso e o Ecumenismo, da Conferência Episcopal do Paquistão.
A assembléia elogiou os esforços do governo paquistanês em favor da união das diversas comunidades, a integração das minorias e a eliminação das discriminações, condenando toda forma de terrorismo e de violência praticada em nome da religião.
Como destacou Pe. Nadeem, Secretário da Comissão, muçulmanos e cristãos são chamados a agir juntos em favor de pobres e marginalizados, para contribuir ao bem-estar da população, sem diferenças de etnia, raça, língua ou religião.
Os muçulmanos concordaram com este ponto de vista, reiterando seu desejo de se empenhar pela paz e a harmonia no país, e notando “que desde a criação do Paquistão, no pós-guerra, jamais houve grandes problemas de convivência entre cristãos e muçulmanos. Sempre vivemos em paz e continuaremos a fazê-lo”.
Estava presente no encontro Abdul Khabeer Azad, responsável da mesquita Badshahi, em Lahore: “Maomé e Jesus pregaram na paz - disse, assegurando “solidariedade por parte da comunidade islâmica às minorias religiosas no país”.
A assembléia reiterou também o compromisso em promover obras sociais comuns e a trabalhar para a reconciliação na conturbada área da Caxemira, que depois de meio século de guerra, está se aproximando da paz.
(PA) (Agência Fides 12/3/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network