http://www.fides.org

Africa

2004-02-18

ÁFRICA/CONGO BRAZZAVILLE - Radio Magnificat, a primeira rádio católica do Congo-Brazzaville, ainda espera autorização para transmitir

Brazzaville (Agência Fides)- “Vou percorrer todas as vias legais para obter a autorização para transmitir e garantir o canal”, afirma à Agência Fides Padre Maurice Milandou, espiritano congolês, responsável pela Radio Magnificat, da Conferência Episcopal do Congo-Brazzaville.
Segundo Pe. Milandou, em 26 de janeiro, Dom Jean Gardin, Prefeito Apostólico de Likouala (a 600 km a norte de Brazzaville) e Presidente da Comissão episcopal das comunicações socais, escreveu ao Presidente do Conselho superior da liberdade de comunicação. Na carta, Dom Gardin pediu a autorização para dar início às transmissões experimentais da Radio Magnificat a partir de fevereiro de 2004. Até agora, não chegou nenhum resposta. Faz dois anos que a Conferência Episcopal do Congo-Brazzaville pediu autorização para começar a trabalhar. Enquanto isso, a aparelhagem, doada pela Conferência Episcopal Italiana, ainda está embalada nas caixas, à espera da autorização para iniciar as transmissões.
No Congo, existem outras rádios e televisões privadas que transmitem regularmente, mas não existe ainda nenhuma rádio católica.
“O projeto da rádio nasceu depois da 27ª Assembléia Plenária dos Bispos do Congo-Brazzaville, que se realizou de 7 a 13 de junho de 1999”, afirma Pe. Milandou. “Os Bispos reconheciam que o projeto de uma rádio católica nacional era uma necessidade sempre mais urgente para a educação e a formação dos cristãos aos valores da paz, unidade e reconciliação.”
Segundo Pe. Milandou, “o problema é essencialmente político. As diversas intervenções da Igreja e sua posição social gerou uma certa desconfiança por parte do governo, principalmente a propósito do petróleo. Isso nos foi dito por um ministro e por autoridades que concedem o canal. Mas estamos certos de que tudo será resolvido em breve”.
“Quando poderemos ouvir a rádio?” Esta é a pergunta que muitos cristãos e diversas pessoas de vontade estão fazendo.
Radio Magnificat será uma rádio comunitária. Eis os temas de sua programação:

- Cultura cristã: leitura comentada da Bíblia, catequeses sobre grandes temas da moral católica, história da Igreja, ensino do magistério, atualidade religiosa na África e no mundo, discernimento cristão e conhecimento das religiões.
- educação popular: direitos do homem e do cidadão, formação e conhecimento pessoal, saúde, família, democracia participativa, vida associativa, educação e cultura da paz.
- ação social: luta contra a pobreza, economia social, desenvolvimento comunitário, promoção humana e iniciativas econômicas e sociais.
O nome Radio Magnificat foi escolhido porque o Congo-Brazzaville foi consagrado à Virgem Maria pelo Presidente Fulbert Youlou (ex-padre diocesano de Brazzaville), em 15 de agosto de 1960, dia da independência do país.
Além do projeto da Radio Magnificat, os Espiritanos do Congo-Brazzaville administram um centro audiovisual, um programa semanal de meia hora na rádio nacional e algumas produções de vídeos.(L.M., M.S.T.) (Agência Fides 18/2/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network