http://www.fides.org

Vaticano

2003-06-04

VATICANO - AUDIÊNCIA DO PAPA A UM GRUPO DE BISPOS INDIANOS: IMITANDO SÃO FRANCISCO XAVIER “A IGREJA NA ÍNDIA POSSA PROCLAMAR RESPEITOSAMENTE MAS COM CORAGEM O EVANGELHO DO JESUS CRISTO”

Cidade do Vaticano (Agência Fides) – “Durante as minhas visitas pastorais na Índia fiquei sensibilizado com as múltiplas expressões de cristianismo de vossa nação. A presença da tradição latina e oriental, convivendo com estreita proximidade, è uma fonte profunda de força e vitalidade para a Igreja”. Terça-feira, 3 de junho, o Santo Padre João Paulo II recebeu em audiência o segundo grupo de Bispos indianos de rito latino (Bombay, Nagpur, Verapoly, Gandhinagar, Goa e Davao) em visita ad limina Apostolorum. “È encorajante ver o número impressionante de vocações religiosas e diocesanas das vossas províncias e o alto percentual de fiéis que freqüentam a Missa dominical”, revelou o Santo Padre, destacando que estas Igrejas, materialmente pobre, são porém ricas em recursos humanos, como testemunha o grande número de comunidades cristãs de base, movimentos leigos e associações.
“Não obstante estes sinais positivos, as vossas dioceses devem também enfrentar desafios – prosseguiu o Papa. A influência negativa dos meios de comunicação social, o secularismo, o materialismo e o consumismo, juntamente com as falsas promessas de poucos grupos fundamentalistas, levaram alguns jovens a renunciar à própria fé. Infelizmente, por vezes também alguns membros do clero foram atraídos por promessas vazias de dinheiro, luxo e poder”. Entre os problemas que a sociedade moderna coloca à Igreja, também na Índia, o Santo Padre citou “o movimento para uma cultura da morte”; a globalização que tenta impor “tipos de planificação familiar e técnicas reprodutivas moralmente inaceitáveis”; a justificação de atividades sexuais imorais com o pretexto da liberdade que além de ameaçar a instituição da família contribuem notavelmente para a difusão da AIDS. “A resposta da Igreja na Índia deve ser aquela de continuar a promover a saúde da vida conjugal – afirmou o Papa. A Igreja è chamada a proclamar que o verdadeiro amor è o amor cristão, è um amor casto… Ao mesmo tempo, ocorre realizar esforços para que sejam respeitados a dignidade e os direitos da mulher, para garantir que em cada nível da sociedade indiana se promova um novo feminismo”.
Recordando o empenho de São Francisco Xavier pela difusão do Evangelho na Índia, o Santo Padre fez votos para que “a Igreja na Índia possa, imitando-o, proclamar respeitosamente mas com coragem o Evangelho de Jesus Cristo. Não é uma tarefa fácil, sobretudo em regiões onde o povo experimenta animosidade, discriminação e violência por causa da própria convicção religiosa ou per tença tribal. Estas dificuldades são exacerbadas pelo aumento das atividades de alguns grupos fundamentalistas hindus que estão suscitando suspeitas nos confrontos da Igreja e das outras religiões. Infelizmente, em algumas regiões as autoridades estatais cederam às pressões destes extremistas e aprovaram leis injustas contra as conversões, proibindo o livre exercício do direito natural à liberdade religiosas ou tirando a assistência estatal dos membros de determinadas castas que escolheram converterem-se ao cristianismo”.
O Papa por fim exortou a Igreja na Índia “a não renunciar jamais à sua tarefa fundamental de evangelização”, e intensificar o diálogo entre as religiões “por uma maior compreensão e colaboração recíproca”, e com as Autoridades locais e nacionais, para que a Índia “continue a promover e a tutelar os direitos humanos fundamentais de todos os seus cidadãos”.
(S.L.) (Agência Fides 4/6/2003 – Linhas: 42; Parole 541)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network