http://www.fides.org

Africa

2003-06-03

ÁFRICA/MOÇAMBIQUE - A FORMAÇÃO DOS SACERDOTES E DOS JOVENS NO CENTRO DA REFLEXÃO DOS BISPOS MOÇAMBICANOS

Maputo (Agência Fides) – Formação dos sacerdotes e empenho pelo desenvolvimento do País, através da Universidade Católica de Moçambique: estes foram os temas que estiveram no centro da reunião da Conferência Episcopal de Moçambique, ocorrida em Maputo, no final de Abril. Este ano o encontro foi teve particular interesse devido a posse do novo Arcebispo de Maputo, Dom Francisco Chimoio, que sucedeu o Cardeal Alexandre José Maria dos Santos.
Segundo quanto descreve um documento da Conferência Episcopal, no curso dos trabalhos, o Núncio Apostólico, dom Juliusz Janusz, agradeceu pela colaboração e acolhimento que sempre recebeu de todos, e exortou a Conferência a continuar sobre a via da colaboração com o Estado para o bem-estar do povo e o progresso da Igreja e da Nação. Dom Janusz destacou a importância da formação do clero diocesano.
A este propósito, dos trabalhos da Conferência emergiu a exigência não apenas de ter um número suficiente de seminaristas para acolher os jovens, mas também de fazer dirigir esta estrutura por pessoas bem preparadas para a formação dos sacerdotes.
Os Bispos afirmaram o empenho pela abertura de um novo seminário de Santo Atanásio para fazer diminuir o número de estudantes junto aos seminários de Maputo. Deste modo, cada aluno poderá ser melhor seguido pelos professores que terão um número inferior de alunos. Todas as Dioceses, além disso, foram convidadas a escolher os sacerdotes mais preparados para constituir as equipes de formação dos seminários. Os Bispos também reafirmaram a exigência de cultivar nos seminários uma forte espiritualidade sacerdotal centrada no celibato.
O esforço formativo da Igreja moçambicana se estende também no âmbito universitário. A Universidade Católica de Moçambique, fundada em 1966 (ver Fides 10/01/2003), começa a dar os seus frutos. Em particular, como destacam os Bispos, “os primeiros formandos da faculdade de Economia e de Agricultura iniciaram a prestar serviço para a Nação”.
O Ateneu católico projeta a abertura de novas faculdades: Sociologia e Ciências Políticas, Teologia e Filosofia; Engenharia.
Os Bispos esperam que os melhores alunos da Universidade se tornem professores do Ateneu, de modo a constituir um robusto corpo de pesquisadores e professores para o progresso do País.(L.M) (Agência Fides 3/6/2003 – linhas: 34; palavras: 372)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network