http://www.fides.org

Asia

2004-02-06

ÁSIA/PAQUISTÃO - Diálogo inter-religioso “feminino”: mulheres cristãs e muçulmanas unidas no Paquistão para construir harmonia e reconciliação na sociedade

Multan (Agência Fides) – O diálogo inter-religioso “feminino” progride no Paquistão. Depois de um seminário de estudos que em novembro de 2003, ao final do Ramadã, reuniu mais de 200 mulheres cristãs e muçulmanas em Kasur (sul de Lahore), a experiência foi repetida com sucesso na diocese de Multan onde, no final de janeiro, realizou-se um encontro entre mulheres cristãs e muçulmanas sobre o tema “Construir harmonia e reconciliação”. O encontro, organizado pela Comissão Nacional para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-religioso da Conferência Episcopal do Paquistão, foi idealizado à margem da semana de oração pela Unidade dos cristãos, para tentar reforçar a unidade não somente dentro da comunidade cristã, mas também com os muçulmanos.
O tema do encontro, como informa uma nota enviada à redação da Agência Fides, foi baseado nas palavras da encíclica Ut Unum Sint, na qual se afirma que “a vida social e cultural oferece amplas oportunidades de cooperação” (N. 74-75)
As participantes recordaram as dificuldades que a condição feminina atravessa no Paquistão: as mulheres muitas vezes são vítimas de tradições e leis fortemente discriminatórias. Um sistema social de base patriarcal não oferece às mulheres a mesma dignidade e oportunidades em relação ao homem: por isso, destacaram as participantes cristãs, “é necessário construir comunidades que se interessem e se preocupem com a vida das mulheres, que as apóiem, inspirando-se no modelo de mulher da Virgem Maria”.
As mulheres muçulmanas apreciaram o clima que se formou durante o encontro, principalmente com o debate sobre a condição feminina, oferecendo a própria visão com base nos princípios da religião islâmica, recordando o exemplo de tantas mulheres cristãs, como Madre Teresa de Calcutá, que viveram reconciliação e paz em sociedades islâmicas ou de maioria de outras religiões.
Todas as participantes, muçulmanas e cristãs, concordaram sobre um fato: as mulheres constituem uma parte importante do país, incidem na vida familiar e na formação das novas gerações: podem, portanto, dar uma contribuição decisiva na construção de uma sociedade justa e pacífica.
(PA) (Agência Fides 6/2/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network