http://www.fides.org

Vaticano

2004-02-03

VATICANO - O PAPA CELEBRA O DIA DA VIDA CONSAGRADA: “NA INTIMIDADE DO MOSTEIRO DE CLAUSURA OU JUNTO AOS POBRES E MARGINALIZADOS, ENTRE OS JOVENS OU NO INTERIOR DA ESTRUTURAS ECLESIAIS, NAS VÁRIAS ATIVIDADES APOSTÓLICAS OU EM TERRA DE MISSÃO, DEUS OS QUER FIÉIS AO SEU AMOR”

Cidade do Vaticano (Agência Fides) – “As pessoas que ofereceram para sempre sua existência a Cristo para o advento do Reino de Deus são convidados a renovar seu “sim” à especial vocação recebida. Mas também toda comunidade eclesial é convidada a redescobrir a riqueza do testemunho profético da vida consagrada, na variedade dos seus carismas e empenhos apostólicos.” Este é um trecho da homilia de Santo Padre João Paulo II, na tarde de 2 de fevereiro, durante a celebração que presidiu na Basílica de S. Pedro, por ocasião da Festa da Apresentação do Senhor e do VIII Dia da Vida Consagrada. O Card. Eduardo Martínez Somalo, Prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, celebrou a liturgia eucarística.
“Cristo os chama para conformarem sempre mais a Ele, que por amor se fez obediente, pobre e casto. Continuem a se dedicar com paixão ao anúncio e à promoção do seu Reino. Esta é a missão de vocês, necessária hoje como no passado!”, exortou o Papa, saudando religiosos, religiosas e membros dos institutos seculares, “como todos aqueles que testemunham de modo fiel os valores da vida consagrada em todas as regiões do mundo”.
O Dia da Vida Consagrada é uma ocasião propícia para religiosos e religiosas reiterarem a própria fidelidade a Deus: “Repitam todos os dias o seu “sim” ao Deus do Amor com alegria e convicção – disse o Santo Padre -. Na intimidade do mosteiro de clausura ou junto aos pobres e marginalizados, entre os jovens ou no interior das estruturas eclesiais, nas várias atividades apostólicas ou em terra de missão, Deus os quer fiéis ao seu amor. Este é a preciosa contribuição que podem oferecer à Igreja, para que o Evangelho da esperança alcance os homens e as mulheres do nosso tempo.” (S.L.) (Agência Fides 3/2/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network