http://www.fides.org

Europa

2004-01-29

EUROPA/ESPANHA - 400 MILHÕES DE CRIANÇAS-ESCRAVAS: UMA EXPOSIÇÃO EM GUADARRAMA ABORDA AS FACES DA ESCRAVIDÃO. “NÃO SÃO CRIANÇAS TRABALHADORAS, SÃO CRIANÇAS-ESCRAVAS”

Madri (Agência Fides) – Promovida pelo Movimento Cultural Cristão, (MCC), em colaboração com a Assessoria de Cultura da Prefeitura de Guadarrama (Madri-Espanha), foi inaugurada segunda-feira, 26 de janeiro, na Clínica Alfonso X “El Sabio”, a mostra “As faces da escravidão: não são crianças trabalhadoras, são crianças-escravas”. A mostra marca o início de uma série de atividades cujo ápice será em 16 de abril, dia em que se recorda o assassinato de Iqbal Masih, menino-escravo, militante da Frente de Liberação do trabalho forçado no Paquistão. A exposição, que está obtendo um grande sucesso e recebe principalmente grupos escolares com seus professores, se encerrará em 30 de janeiro, com uma conferência sobre o tema “A escravidão infantil pode. O objetivo da mostra é “denunciar as causas da chaga da escravidão infantil e as empresas e instituições que a mantêm. Mas a exposição não se propõe somente como uma denúncia, mas quer também ser construtiva: eis porque não expõe somente fotografias e textos relativos às diferentes realidades, para o conhecimento e a reflexão, mas apresenta também propostas de ação” – afirma José Angel Bueno, Responsável da Mostra, ao falar com a Agência Fides.
“A mostra – releva ainda José Angel – se insere no âmbito da Campanha Internacional “Pela justiça nas relações Norte-Sul; Não Matarás”. A iniciativa, que o Movimento Cultural Cristão leva adiante há 22 anos, à luz da Doutrina Social da Igreja, tem como objetivo principal denunciar, à luz da Doutrina Social da Igreja, as estruturas de pecado e o injusto sistema econômico que estão na base de tantas chagas (fome, desemprego, escravidão infantil...) que castigam a humanidade, especialmente o sul do mundo”.
(R.Z.) (Agência Fides 29/1/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network