http://www.fides.org

Asia

2004-01-26

ÁSIA/ÍNDIA - EM PREPARAÇÃO O PRIMEIRO SÍNODO DA DIOCESE DA CAXEMIRA INDIANA: TESTEMUNHAS DO EVANGELHO DA PAZ EM UMA REGIÃO MARCADA PELA GUERRA

Jammu (Agência Fides) – Enquanto sopram ventos de paz sobre a atormentada região da Caxemira, depois dos recentes encontros entre Índia e Paquistão e a anunciada retomada das negociações em fevereiro próximo, também na Igreja local atividade é febril: a diocese de Jammu-Srinagar, única diocese que abraça a caxemira indiana, está preparando o primeiro sínodo diocesano, evento que vai constituir um momento histórico para a grande circunscrição eclesiástica (a segundo por extensão na Índia), guiada por Dom Celestine Elampassery.
Para a preparação do Sínodo, que vai ter início em março, foi formada um Comissão central, nomeada pelo Bispo, sob a presidência de Pe. Elias Rodriques, pároco da paróquia de S. Pedro em Jammu. Integram a Comissão diversos sacerdotes, religiosos e leigos. No primeiro encontro, que se realizou recentemente, foram apontadas as possíveis reformas na pastoral diocesana, com o objetivo de torná-la mais eficaz para que a comunidade possa viver em plenitude a sua vida cristã.
“A comunidade católica – destacou Pe. Rodriques em entrevista à Agência Fides – deve procurar ser fonte de vida para os outros, oferecendo e testemunhando o Espírito de Cristo em toda a sua plenitude. Somente assim uma comunidade encarna a fé na vida, no lugar de se prender a formas de mera ritualidade.” Pe. Rodriques recordou que, segundo o Cânone no. 460 do Código de Direito Canônico, o Sínodo é “uma assembléia escolhida por sacerdotes e fiéis de uma igreja particular, reunida sob a orientação do Bispo”. “Quando existe uma boa relação entre o Bispo, os consagrados, os leigos – continuou – então o Sínodo é fonte de boas relações, idéias, entusiasmo. Bispo, padres, religiosos e leigos devem cultivar a recíproca estima e confiança. Este é o fim último do Sínodo”.
A comunidade católica na Caxemira conta pouco mais de 12.000 fiéis, 41 sacerdotes, 160 irmãs e 20 catequistas, espalhados entre 12 milhões de muçulmanos (70% da população), hindus, sikh e budistas. A comunidade católica administra centros de acolhimento, de assistência e de solidariedade para o serviço social e a instrução.
A diocese de Jammu-Srinagar, segundo por extensão em toda a Índia, compreende três regiões: o vale da Caxemira, onde prevalecem os muçulmanos; Ladakh, província de maioria budista; e Jammu, onde muçulmanos e hindus se equivalem.
(PA) (Agência Fides 26/1/2004 Linhas 37 Palavras 392)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network