http://www.fides.org

Asia

2003-12-22

ÁSIA/TERRA SANTA - NATAL EM BELÉM: LIGEIRO AUMENTO DOS PEREGRINOS, MAS SE ESPERA QUE POSSAM “INVADIR A TERRA SANTA” – OS CRISTÃOS EM ORAÇÃO PELA PAZ

Belém (Agência Fides) – “As famílias cristãs de Belém e Jerusalém preparam-se para viver o Natal na oração e na pobreza. Registra-se um ligeiro aumento no fluxo de peregrinos: esperamos que a situação melhore e que venham sempre mais. A situação econômica é muito difícil, há muita amargura. O desemprego atinge 85% da população. É difícil ver rostos que sorriem.” Assim Fr. Ibrahim Faltas, franciscano da Basílica da Natividade em Belém, relata em entrevista à Agência Fides a atmosfera que se respira na cidade onde Jesus nasceu. Fr. Faltas ensina em uma escola católica, a “Terra Santa High School”. “Festejamos o Natal com as crianças de 8 a 12 anos, procurando dar a elas um pouco de alegria”, acrescenta.
A comunidade franciscana da Basílica está se preparando para viver o intenso período natalino. A Vigília de Natal será celebrada pelo Patriarca Latino de Jerusalém, Dom Michel Sabbah. O Patriarca vai guiar a solene procissão que na Noite Santa será concluída na Gruta, com a bênção do Menino Jesus. Participarão da procissão os cristãos locais e numerosos peregrinos, que com tochas acesas pedirão a Deus feito homem, paz e serenidade para os povos da Terra Santa.
No dia de Natal, dentro da Basílica, será celebrada às 9h a Santa Missa Solene Pontifical, enquanto às 14h está previsto um momento de oração em comunhão com os Ortodoxos. Nos dias sucessivos, as Santas Missas serão às 6h30, 7h30, 9h, 10h e 11h.
Fr. Faltas nota que “o Natal 2003 será, no entanto, melhor do que o ano passado, pois estava em vigor o cessar-fogo”. E através da Agência Fides, o Frei lança uma mensagem: “Gostaríamos que os peregrinos de todo o mundo voltassem a invadir a Terra Santa. Recordo-me anos em que milhares de peregrinos chegavam para o Natal. Este ano, se tivermos pouco mais de mil, poderemos nos considerar felizes. Esperamos que a comunidade internacional faça pressões para realizar a Road map e trazer a paz para esta terra martirizada, atingida há muitos anos pelo flagelo da guerra”.
(PA) (Agência Fides 22/12/2003 Linhas 26 Palavras 287)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network