http://www.fides.org

America

2003-12-10

AMÉRICA/PARAGUAI - IRMÃ CLARA: TAMBÉM ENTRE OS NIVACLÉ PODEM NASCER VOCAÇÕES À VIDA RELIGIOSA

Assunção (Agência Fides) - Desde 1925 os Missionários Oblatos de Maria Imaculada (OMI) trabalham com os índios Nivaclé, que povoam o Chaco paraguaio, e a partir dos anos 40 também com os guaranis, que habitam a região. Os Missionários aguardavam com expectativa o nascimento de vocações religiosas e sacerdotais entre as populações autóctones do país e seus esforços deram frutos lentamente. O Vicariato apostólico de Pilcomayo está orgulhoso de ter uma religiosa que professou os votos perpétuos, outra que recentemente fez seus primeiros votos, e mais uma jovem que iniciou o noviciado nas Hermanas Oblatas (Irmãs oblatas). Os Oblatos também têm no Vicariato dois seminaristas diocesanos.
O sonho de ver nascer uma vocação religiosa ou sacerdotal entre os índios Nivaclé realizou-se com os primeiros votos da Ir. Clara, 23 anos, das Irmãs franciscanas de Cristo Rei, em 4 de outubro passado. Ir. Clara é originária de Fischat, onde os Oblatos trabalham desde 1927. As Irmãs franciscanas foram as primeiras religiosas a seguirem os Oblatos no Chaco, em 1936. No início, Clara não recebeu nenhum apoio, nem de sua família nem da comunidade, porque as pessoas não imaginavam que uma delas pudesse abraçar a vida religiosa. Mas quando ficaram sabendo que Clara estava se preparando para fazer os votos, houve grande entusiasmo na cidade. Todos ajudaram nos preparativos para o evento e a voz se espalhou por todas as comunidades nivaclé no Chaco.
O dia da sua profissão foi uma festa inesquecível. As leituras e os ritos foram feitos em duas línguas: espanhol e nivaclé. Padre Miguel Fritz fez a homilia em nivaclé. O momento mais emocionante foi quando Clara se apresentou vestida com o hábito de sua congregação e pronunciou a profissão em nivaclé. (S.L.) (Agência Fides 10/12/2003; Linhas 26; Palavras 385)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network