http://www.fides.org

Africa

2003-12-04

ÁFRICA - ALARME DA FAO PARA A DRAMÁTICA SITUAÇÃO NA ÁFRICA: FAMÍLIAS DESTRUÍDAS PELA AIDS E PELA FOME

Roma (Agência Fides) – A AIDS “em avanço constante na África” está desintegrando no continente os núcleos familiares, fazendo-os precipitar na pobreza e na fome. Este é o resultado de uma pesquisa conduzida pela FAO, a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação.
Quem mais sofre, explica a FAO, são as comunidades rurais na África subsaariana, fortemente atingidas pela doença. A AIDS fez aumentar os níveis de endividamento das famílias, obrigou as crianças a abandonarem a escola, mudou técnicas de cultivo e hábitos alimentares. Segundo os dados da pesquisa, cerca de 7 milhões de trabalhadores do setor agrícola morreram de AIDS nos 25 países mais atingidos desde 1985 até hoje. E outros 16 milhões poderão morrer até 2020. Nos países africanos onde a incidência de novos casos é mais alta, poderiam perder até 26% de sua força agrícola.
Segundos os resultados de uma outra pesquisa, realizada em três países da África subsaariana com cerca de 2 mil famílias, revelou-se a “necessidade de proteger os direitos de propriedade para os núcleos com mulheres ou jovens chefes de família”. Outra pesquisa revelou como os “efeitos devastadores atingem toda a vida social. A participação nas organizações de base das Comunidades é muito reduzida, sobretudo nas cooperativas rurais, pelo pouco tempo à disposição e pelo isolamento e pela marginalização em que vivem os doentes de AIDS. (AP) (4/12/2003 Agência Fides; Linhas:29 Palavras:370)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network