INTENÇÃO MISSIONÁRIA - Março: “Para que seja constante preocupação dos responsáveis das jovens Igrejas formar os catequistas, os animadores e os leigos engajados a serviço do Evangelho” Comentário à intenção missionária indicada pelo Santo Padre por Mons. Jerry Bitoon, Oficial da Congregação para a Evangelização dos Povos

Sábado, 24 Fevereiro 2007

Cidade do Vaticano (Agência Fides) - É realmente importante para nós ter presente as condições e as necessidades das jovens Igrejas em todo o mundo, especialmente nos países de missão. Quando falamos de jovens Igrejas nos territórios de missão, nos referimos às dioceses ou aos vicariatos apostólicos de recente criação e a outras realidades semelhantes, ou a locais em que a evangelização se encontra ainda em uma fase incipiente. Pensamos, por exemplo, às jovens Igrejas nos países da Ásia central, como Mongólia, Nepal, Butão; no Oriente Médio, come Arábia Saudita, Irã, Iraque; ou no interior da África, da América do Sul, da Ásia sul-oriental, da Oceania ou do subcontinente indiano.
Em todos esses lugares, existe uma aguda escassez de sacerdotes locais, às vezes, uma ausência total. É triste observar que, em todos esses anos, assistimos a um maciço e constante declínio do número de missionários provenientes dos países da Europa e da América do Norte, que têm uma forte tradição no envio de missionários. Com efeito, em algumas regiões, existem missionários prontos para a evangelização, mas específicas leis de algumas nações ou Estados proíbem ou tornam extremamente difícil para os missionários entrar nesses países ou desempenhar suas atividades de evangelização.
Isso é particularmente verdadeiro em muitos Estados da Índia neste momento. Um fator que acrescenta ulteriores dificuldades aos missionários cristãos de realizar o mandato do Senhor de pregar o Evangelho a todos é representado pela resistência, às vezes violenta e que recorre até mesmo a ameaças de morte, por parte de alguns fiéis extremistas, fanáticos ou fundamentalistas, pertencentes a religiões locais ou étnicas. As jovens Igrejas são realmente um terreno de cultivação para os mártires! É lá, de fato, que ocorrem as ações mais entusiasmantes e mais provocatórias em termos de evangelização. As jovens Igrejas estão na linha de frente na evangelização.
Aquece o coração saber que, justamente nessas jovens Igrejas, o Senhor da grande messe chama inúmeros catequistas e animadores, especialmente animadores missionários leigos, a colaborar ativamente com a Igreja local. Narraram-se inúmeros testemunhos de fé e estórias muito iluminados, que nos falam de catequistas heróicos e de animadores missionários leigos na Índia, África, Ásia sul-oriental, países árabes, mas também nas milhares de ilhas espalhadas nos vastos mares da Oceania. Eles se demonstram indispensáveis ajudantes, colaboradores e protagonistas da obra de evangelização das jovens Igrejas. Ou melhor, às vezes é quase impossível pensar na evangelização hoje nos países de missão sem levar em consideração o papel desses catequistas e animadores missionários leigos.
Em que consiste a eficácia desses catequistas e animadores missionários leigos? Como adquirem a própria competência? Qual é o segredo de sua incansável dedicação à evangelização? Os Bispos das jovens Igrejas respondem prontamente que é a formação contínua desses catequistas e animadores missionários leigos o segredo não escondido de sua eficácia e dedicação ao mandato de Cristo de proclamar a sua Boa Nova a todos, a qualquer custo, inclusive à custo da própria vida!
Aparece, portanto, muito claro que nós, católicos de todo o mundo, devemos rezar para que os responsáveis das jovens Igrejas possam se conscientizar constantemente da necessidade de formar bem seus catequistas e os seus animadores missionários leigos. Peçamos ao Senhor da grande messe que os Bispos das jovens Igrejas, de modo particular, possam estar sempre prontos e desejosos de investir seus recursos humanos e financeiros, por quanto escassos que sejam, a serviço da formação permanente de seus colabores leigos à missão. (Agência Fides 24/2/2007)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network