http://www.fides.org

Africa

2003-11-24

ÁFRICA/ZIMBÁBUE - DURA CONDENAÇÃO DAS ORGANIZAÇÕES ECLESIAIS PELA PRISÃO DE MAIS DE 100 LÍDERES SINDICAIS

Harare (Agência Fides)- Agrava-se a situação em Zimbábue, onde desde o início do ano 2000 explodiu uma gravíssima crise política, social e econômica – iniciada quando Robert Mugabe lançou uma reforma agrária acelerada, para a redistribuição das terras dos 4.500 colonos europeus em favor da maioria africana da população. Na semana passada, a prisão de mais de 100 sindicalistas provocou protestos e a forte condenação por parte das Nações Unidas, dos sindicatos e das organizações pela defesa dos direitos humanos. As diversas confissões cristãs também expressaram sua condenação. A Harare Ecumenical Working Group, em declaração à Agência de notícias CISA, condenou as prisões e pediu que os líderes sejam imediatamente libertados, pois não cometeram nenhum crime, mas estavam somente executando seu dever em favor dos trabalhadores: “Não aceitamos nenhuma justificação pelo uso de leis injustas e repressivas usadas para suprimir os direitos fundamentais que Deus deu às pessoas”. Também o Zimbabwe National Pastors Conference expressou sua condenação pelo episódio.
Os representantes sindicais pertencentes ao Zimbabwe Congress of Trade Unions (ZCTU) foram detidos enquanto participavam de uma demonstração para pedir a redução das taxas. Segundo fontes da imprensa, 52 dos detidos foram libertados depois de um breve interrogatório, mas deverão se apresentar ao tribunal para responder às acusações de organização de protesto político ilegal.
O Harare Ecumenical Group descreve à CISA as dramáticas condições da população: Seja quem tem um emprego, ou que está desempregado, não tem mais a possibilidade de dar de comer à própria família. Os custos dos meios de transporte se tornaram impensáveis. O acesso ao sistema sanitário se tornou uma ilusão para mais de 70% da população, por causa das graves carências dos serviços oferecidos e pelo aumento da inflação, que está em torno dos 546%”. (L.M.) (Agência Fides 24/11/2003, Linhas 28 Palavras 327)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network