http://www.fides.org

Notas

2003-11-19

EUROPA/ITÁLIA - O EMPENHO CONCRETO DOS IRMÃOS DE S. JOÃO DE DEUS: “OS PORTADORES DE DEFICIÊNCIAS POSSUEM UMA INTELIGÊNCIA DO CORAÇÃO VISÍVEL NOS GESTOS, NAS PALAVRAS E NA VIDA DE TODOS OS DIAS” – AFIRMA IR. GERARDO D’AURIA, SUPERIOR DA CASA DE GENZANO

Roma (Agência Fides) – A pintura como forma particular de expressão e reabilitação. Este é o objetivo do Laboratório de Pintura Il Mattone, com sede no Instituto “S. João de Deus” dos Irmãos de Genzano, que de 17 a 20 de novembro vai expor seus quadros no Festival Regional das Artes. Trata-se de um significativo evento, sobretudo em vista da conclusão do Ano europeu dos portadores de deficiências: a presença dos Irmãos é um sinal, um testemunho do empenho concreto na assistência e no cuidado dos deficientes, sobretudo psíquicos – vocação e missão herdada do fundador da Ordem, S. João de Deus.

Il MATTONE nasceu como um laboratório de pintura em julho de 1993, no âmbito do projeto de reabilitação do Instituto dos Irmãos de S. João de Deus de Genzano; o objetivo é de oferecer um espaço, um lugar para se expressar.

O empenho artístico, de fato, tem como fim estimular, potencializar e valorizar as habilidades expressivas e as produções simbólicas dos praticantes. Por meio do processo criativo, esses artistas especiais têm a possibilidade de indagar e afirmar a própria identidade e descobrir as próprias capacidades de se relacionar com os objetos e as pessoas circunstantes. A arte valoriza, assim, suas personalidades, através de quadros e obras que assumem um caráter interessante por seu valor imediato e original. “Os portadores de deficiências possuem uma inteligência do coração visível nos gestos, nas palavras e na vida de todos os dias” – afirma Ir. Gerardo D’Auria, Superior da Casa de Genzano – “São pessoas que têm necessidade dos outros para fazer muitas coisas, mas podem também ajudar os outros a serem felizes e a conduzirem uma vida normal”. Os artistas do laboratório têm participado de numerosas mostras e exposições, e a venda de seus quadros contribui para a arrecadação de fundos para iniciativas de solidariedade, sobretudo em favor dos doentes e da Cooperação sanitária internacional coordenada pelo AFMAL (Associação dos Irmãos de S. João de Deus para os Doentes Distantes). O Festival Regional das Artes será uma ocasião para refletir, mas principalmente para testemunhar uma grande esperança: a de uma diversidade muito especial, uma diversidade que se concretiza na normalidade. (AP)

(19/11/2993 Agência Fides; Linhas:31 Palavras:363)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network