http://www.fides.org

Europa

2003-11-14

ÁSIA/ÍNDIA MALÁRIA: REGISTADOS CASOS EM ÁREAS ATÉ ENTÃO INCÓLUMES. FEBRES DE ORIGEM DESCONHECIDA CAUSAM PREOCUPAÇÃO

Roma (Agência Fides) – Nos hospitais indianos de Manimajra-Chinargarh e de Panchkula foram registrados mais 15 casos de malária e 25 de febres de origem desconhecida. Os casos de malária provêm de Burj Kotia e de Pinjore. Dos 15 pacientes, 5 estavam infectado pela malária Plasmodium falciparum, um parasita dificilmente encontrado no país, que se desenvolve rapidamente no corpo e os sintomas se manifestam normalmente em duas semanas. Os outros casos de malária foram causados pelo Plasmodium vivax, que se encontra em toda a Ásia, África, Oriente Médio, Oceania e América; pode provocar infeções e debilitar o paciente, mas raramente é mortal.
O Estado de Haryana é vizinho dos Estados de Punjab e Himachal Pradesh, e, do mês de maio até o final de setembro, o clima é propício para a transmissão do P. falciparum. A incidência da malária na região era inferior a 1/1000 nos anos 1986-1997, e a região é considerada de baixo risco para a transmissão da doença.
O período de transmissão terminou, mas a infeção pode voltar no próximo ano. Todavia, a malária é praticamente ausente dos programas de pesquisa biomédica nos países industrializados, seja da rede pública como privada. Até 50 anos atrás, também a Europa e os Estados Unidos se preocupavam em estudar essa doença, que atingia também algumas regiões italianas. A introdução do DDT levou à total eliminação da doença na Itália e no restante da Europa, nos Estados Unidos e em outros países industrializados. Infelizmente, os países mais industrializados e as grandes casas farmacêuticas pararam de investir adequadamente na prevenção e no tratamento da malária, já que a doença não representa mais um problema para os países ricos. Em www.fides.org a distribuição geográfica da malária no mundo elaborada pela OMS em 2001. (AP) (14/11/2003 Agência Fides; Linhas:25 Palavras:314)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network