http://www.fides.org

America

2003-11-07

AMÉRICA/COLÔMBIA - CONTINUA O MARTÍRIO DA IGREJA COLOMBIANA: MAIS DOIS SACERDOTES ASSASSINADOS À DISTÂNCIA DE POUCAS HORAS

Cidade do Vaticano (Agência Fides) - O sacerdote Paulo Carreño, pároco de Saravena, localidade na fronteira com a Venezuela, onde conflitos e violências estão na ordem do dia, foi assassinado na terça-feira, 3 de novembro, por volta das 15h, com tiros de pistola. Também uma funcionária do hospital local, que estava em seu carro, Maritza Linares, foi morta. O atentado ocorreu perto do hospital Sarare, na estrada que de Saravena conduz a Fortul. Padre Carreño, 38 anos, era originário de Guacamayas (Boyacá). Chegou a Saravena nove anos atrás como vigário paroquial e há dois anos era pároco de Cristo Rey de Saravena. Segundo o Comandante local da polícia, o sacerdote não tinha recebido ameaças e o assassinato pode ser responsabilidade de grupos que atuam à margem da lei: vários grupos guerrilheiros disputam o controle desta região petrolífera. Poucas horas depois, na noite de terça, 3 de novembro, outro sacerdote, Pe. Henry Humberto López Cruz, pároco em Villavicencio, capital da região de Meta, na Colômbia central, foi assassinado a golpes de punhal na casa paroquial. O corpo, amarrado em uma cadeira, foi encontrado pela faxineira. Segundo a polícia, o sacerdote não tinha denunciado ameaças e os vizinhos de casa não ouviram barulhos estranhos na noite do homicídio. Pe. Henry Humberto López Cruz, originário do Líbano (Tolima), 44 anos, era pároco do bairro El Remanso a Villavicencio há apenas oito meses.
Nos últimos 10 anos, cerca de 60 pessoas, entre bispos, sacerdotes, religiosos, religiosas, seminaristas e leigos católicos foram assassinados na Colômbia em ataques atribuídos à guerrilha. Entre eles, o Arcebispo de Cali, Dom Isaias Duarte Cancino, assassinado no dia 16 de março de 2002, quando saía da Missa. (S.L.) (Agênzia Fides 7/11/2003; Linas 20 – Parlavras 287)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network