http://www.fides.org

Vaticano

2003-05-19

VATICANO - O SANTO PADRE CANONIZA 4 BEATOS NO DIA DE SEU 83º ANIVERSÁRIO: “ A NOSSA VIDA É CRISTO, VIVO E PRESENTE NA IGREJA E NO MUNDO, HOJE E SEMPRE”

Cidade do Vaticano (Agência Fides) – Domingo, 18 de maio, o Santo Padre João Paulo II celebrou a Eucaristia na Praça de São Pedro, durante a qual canonizou 4 beatos: dois poloneses e dois italianos: Jósef Sebastian Pelczar, Bispo fundador da Congregação da Servas do Sagrado coração; Urszula Ledóchowska (Júlia Maria), virgem, fundadora das Irmãs Ursulinas do Sagrado Coração de Jesus Agonizante, Maria De Mattias, virgem, fundadora da Congregação das Irmãs Adoradoras do Sangue de Cristo; Virgínia Centurione ved. Bracelli, fundadora das Irmãs de Nossa Senhora do Refúgio em Monte Calvário.
No início da celebração, o cardeal Joseph Ratzinger, Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé e decano do Colégio Cardinalício, parabenizou o Santo Padre por ocasião de seu 83º aniversário. “Gostaria de fazer-me porta-vos não apenas de todos os presentes, mas de inúmeras pessoas espalhadas em todo o mundo, não apenas dentro dos confins da Igreja católica, mas também nos confins do mundo cristão – disse o Cardeal Ratzinger. Gostaria de exprimir-lhe de coração a nossa gratidão por tudo quanto o senhor faz, assegurar-lhe a nossa oração e desejar que a bondade de Deus possa acompanhá-lo todos os dias e seja luz em seu caminho... Crer e amar: este é o programa do seu pontificado. Incansavelmente o sr nos mostra rosto de Cristo, o rosto de Deus misericordioso. incansavelmente o sr. nos leva, partindo de Cristo, a superar as forças do ódio, os prejuízos que separaram, a abater os muros que querem nos separar. No repartir de Cristo o sr. nos ajuda a encontrar o caminho que nos leva à salvação. Por isto, queremos agradecer de coração. Possa o Senhor recompensá-lo como recompensa os seus servos fiéis. Beatíssimo Padre, ad multus annos!”
Durante a homilia o Santo Padre retomou o versículo do Cântico do Evangelho (“Quem permanece em mim e eu nele dá muitos frutos” e destacou: “As palavras de Jesus aos Apóstolos, no final da Última Ceia, constituem um tocante convite também para n´so, seus discípulos do terceiro milênio. Somente quem permanece intimamente unido a Ele recebe a linfa vital da sua graça. Somente quem vive em comunhão com Deus produz frutos abundantes de justiça e de santidade. testemunhas desta fundamental verdade evangélica são os Santos que tenho a alegria de canonizar neste quinto domingo de Páscoa”.
No final da Santa Missa, antes de recitar o Regina Caeli, João Paulo II dirigiu uma cordial saudação a todos aqueles que participaram da missa. “ desejo exprimir viva gratidão a cada um de vocês também pelos sentimentos de afeto que quiseram manifestar-me neste dia do meu aniversário – prosseguiu o Papa. De modo especial, agradeço o Senhor Cardeal Joseph Ratzinger, que no início da Santa Missa, fazendo-se interprete dos comuns sentimentos, me apresentou as saudações por parte de todos. Um deferente e grato pensamento dirijo às autoridades presentes nesta ocasião. e gostaria que o meu “ obrigado” se estendesse àqueles que, em tantos modos, mi fizeram chegar mensagens de felicitações e manifestações de estima. A todos e a cada um peço de continuar a rezar para que deus me ajude a cumprir fielmente a missão que Ele me confiou”. depois de ter saudado os fiéis e as Autoridades polonesas presentes na canonização, o Papa concluiu: “Obrigado pelo dom da vida, consagro uma vez mais hoje à Nossa senhora a minha existência e o mistério que a Providência me chamou a desempenhar. A vós, caros Irmãos e Irmãs, peço que me mantenham na oração”.(S.L) (Agência Fides 19/5/2003 – linhas: 49; palavras: 632)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network