http://www.fides.org

Africa

2003-10-31

ÁFRICA/CHADE - OS BISPOS DA ÁFRICA CENTRAL: “QUE O PETRÓLIO DOS NOSSOS PAÍSES SEJA UTILIZADO PARA O DESENVOLVIMENTO DA POPULAÇÃO LOCAL”

N’Djamena (Agência Fides)- Uma melhor distribuição da renda petrolífera em favor dos povos africanos. Este é o pedido dos bispos da Associação da Conferência Episcopal da África Central (Acerac), cuja comissão “Justiça e Paz” organizou um seminário de estudo sobre a indústria de extração na África, que se realizará no Chade em novembro. Os bispos constatam que a África Central é rica em petróleo e outros recursos naturais, mas as populações desses países permanecem entre as mais pobres do planeta. Os bispos pedem às companhias petrolíferas, ao governo e às instituições internacionais, além das Igrejas dos países ocidentais, que ajudem a implementar uma política de administração transparente dos recursos da África Central. Muitas vezes, o petróleo e outros recursos são extraídos sem nenhuma preocupação de caráter ecológico. E quem tem que fazer as contas depois com a degradação ambiental são as populações locais, que vêem seus cultivos poluídos pelo petróleo e outras substâncias químicas.
No encontro de julho de 2003, realizado em Malabo, capital da Guiné Equatorial, os membros da Acerac haviam denunciado a degradação das condições de vida em seus Estados: “A harmonia foi perturbada em certas comunidades pelo aumento dos preços dos gêneros de primeira necessidade, pelos protestos para pedir aumento de salário, e pela difusão da prostituição e da AIDS”.
Os países membros da Acerac são Camarões, República Centro-Africana, Congo Brazzaville, Gabão, Guiné Equatorial e Chade. São todos países produtores de petróleo. O último em ordem cronológica é Chade, que iniciou a exportar petróleo nas últimas semanas, graças a um longo oleoduto de 1500 km. (L.M.) (Agência Fides 31/12/2003 linhas 24 palavras 271)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network