http://www.fides.org

Europa

2003-10-31

EUROPA/ITÁLIA - “ENTRE OS DONS DA PROVIDÊNCIA ESSENCIAIS À VIDA, HÁ CERTAMENTE O DOM DA ÁGUA”: MENSAGEM DA CEI PELO DIA DO AGRADECIMENTO PELO AMBIENTE, A TERRA E A CRIAÇÃO

Roma (Agência Fides) - “O dom da água: um bem de todos e para todos” é o tema do Dia pelo Ambiente, a terra e a criação, que será celebrado no próximo dia 9 de novembro. A Comissão Episcopal para os problemas sociais e o trabalho, a justiça e paz preparou uma mensagem para a ocasião. No entanto, o Departamento nacional para os problemas nacionais e o trabalho da Conferência Episcopal Italiana (Cei), nos dias 8 e 9 de novembro de 2003, na Arquidiocese de Monrale, promoveu dois dias de estudos sobre o tema do Dia do Agradecimento.
È importante redescobrir sempre e novamente a água como dom generoso de Deus, também para enfrentar as graves questões sócio-econômicas a ela relacionadas, cita-se na Mensagem para o Dia do Ambiente, da terra e da criação. A atualidade, de fato, é cruel, continua a mensagem: o verão de 2003 fez experimentar também ao nosso país o significado da crise hídrica, que em muitas regiões faz parte de uma realidade quotidiana: quase um bilhão e meio de pessoas não têm acesso à água em quantidade adequada; mais de dois bilhões não dispõem de serviços sanitários adequados e a falta de água potável provocou a morte de dois milhões de pessoas por disenteria somente no ano 2000.
São cifras destinadas a crescerem nas próximas décadas, também por causa do processo de desertificação em curso e da mudança climática relacionada ao efeito estufa. São ameaças à vida, capazes de determinar migrações ambientais – verdadeiros êxodos de populações que são privadas de todo espaço habitável. Mas o papel da água é fundamental também para a agricultura e para o abastecimento alimentar: já agora, em numerosas localidades, a diminuição dos lençóis de água torna mais difícil a irrigação, criando sérios problemas para a produção de alimento. A distribuição hídrica não pode ser regulada somente pela eficiência, mas sobretudo por uma solidariedade eficiente, capaz de futuro e ecologicamente consciente.
Depois da saudação do Arcebispo de Monreale, Dom Cataldo Naro, e das autoridades políticas, don Paolo Tarchi, diretor do departamento nacional para os problemas sociais e o trabalho da Cei, vai introduzir o Congresso.
(AP)(31/10/2003 Agência Fides; Linhas:32 Palavras:364)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network