http://www.fides.org

Ciência e Medicina

2003-10-27

EUROPA/GRÃ-BRETANHA - 80% A MENOS DE MORTES POR HIV/AIDS EM 2001 GRAÇAS A TERAPIA ANTI-RETROVIRAL ALTAMENTE ATIVA” (HAART)

Roma (Agência Fides) – HAART é o nome dado à terapia de medicamentos anti-retrovirais que incluiu a combinação de diversos medicamentos. Segundo um estudo de alguns médicos ingleses, as atuais terapias contra a AIDS com base em um cocktail de medicamentos tornaram possíveis reduzir em mais de 80% os casos de morte: atualmente os pacientes que usam estes medicamentos podem viver por mais de dez anos.
A HAART (Highly Active Antiretroviral Therapy) foi introduzida em 1997 e fez com que a AIDS não representasse mais uma sentença de morte quase imediata. As taxas de mortes diminuíram em mais de 80% em 2001.
Antes da HAART, somente a metade dos pacientes podia esperar viver após dez anos de tratamento, e ainda menos se a infecção ocorresse após os 40 anos de idade. Agora a idade não aparece mais como um fator descriminante, porque não mais reduz a expectativa de vida dos pacientes submetidos à terapia HAART. O estudo indica porém que a taxa de mortes entre os dependentes de drogas é quatro vezes maior em relação àqueles que foram infectados por contato sexual. Em todo o mundo, mais de 40 milhões de pessoas estão infectadas pelo HIV, 50 mil na Inglaterra. Os medicamentos anti-retroveirais atacam o vírus HIV que causa a AIDS, desacelerando o progresso da doença e prolongando a vida dos doentes.
(AP) (27/10/2003 – Agência Fides; linhas: 22; palavras: 260)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network