VATICANO - Apelo do Papa Bento XVI em favor do Sudão: “Acrescento a minha voz ao grito daqueles que sofrem e garanto-lhes que a Santa Sé continuará a fazer o possível para pôr fim ao círculo de violência e miséria"

Terça, 29 Novembro 2005

Cidade do Vaticano (Agência Fides) - Um novo apelo em favor do Sudão, que está saindo de um violento conflito armado e sofre uma grave carestia principalmente na região de Darfur, foi lançado pelo Santo Padre Bento XVI por ocasião da audiência concedida em 28 de novembro ao Cardeal Gabriel Zubeir Wako, Arcebispo de Cartum (Sudão), acompanhado por um grupo de peregrinos sudaneses. “Desejo garantir-lhes as minhas orações e a minha profunda preocupação com o desenvolvimento pacífico da vida civil e eclesial desta nação”, disse o Papa Bento XVI.
“O fim da guerra civil e a promulgação de uma nova Constituição trouxeram esperança ao povo do Sudão, que sofreu por longo tempo - prosseguiu o Santo Padre -. Enquanto houve obstáculos no caminho da reconciliação... agora se verifica uma oportunidade sem precedentes e um claro dever da Igreja de contribuir de modo significativo ao processo de perdão e de reconstrução nacional. Mesmo sendo uma minoria, os católicos têm muito a oferecer através do diálogo inter-religioso e da oferta de serviços sociais extremamente necessários. Eu os encorajo, portanto, a tomar as necessárias iniciativas para realizar deste modo a presença salvífica de Cristo”.
Por fim, o Santo Padre recordou o “horror dos acontecimentos que se verificaram em Darfur, aos quais o meu amado Predecessor, o Papa João Paulo II, fez referências em numerosas ocasiões”, destacando a necessidade “de uma resolução internacional mais forte para garantir a segurança e os direitos humanos fundamentais”. No final do seu discurso, Bento XVI renovou o apelo por esta nação africana e reiterou o empenho da Santa Sé: “Hoje, acrescento a minha voz ao grito daqueles que sofrem e garanto-lhes que a Santa Sé, junto ao Núncio Apostólico em Cartum, continuará a fazer o possível para pôr fim ao círculo de violência e miséria”. (S.L.) (Agência Fides 29/11/2005)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network