http://www.fides.org

Africa

2003-10-15

ÁFRICA/BURUNDI - AINDA VIOLÊNCIA EM BURUNDI. O PROCESSO DE PAZ É REAL OU UMA FICÇÃO?

Bujumbura (Agência Fides) – “ Já não nos causam surpresa as violências que ocorrem regularmente a cada noite pela cidade” disse à Agência Fides um missionário de Bujumbura, capital de Burundi, onde nos últimos dias foram mortos uma dezena de pessoas, em ataques noturnos ocorridos até mesmo contra as residências privadas. “A cidade durante o dia é relativamente tranqüila, mas a noite, bairros inteiros são vítimas de bandos armados, que entram nas casas, matam os habitantes e roubam tudo”, disse a fonte da Agência Fides. “Podem ser guerrilheiros, bandidos ou soldados, pouco importa: as vítimas são sempre civis inocentes”.
A violência não cessa neste pequeno País no coração da África, não obstante a assinatura dos acordos de paz, assinados em 8 de Outubro em Pretória (África do Sul) pelo Presidente Domitien Ndayizeye, de Burundi e Pierre Nkurunziza, líder do FDD (Forças pela defesa da Democracia), o principal grupo de guerrilha do País (ver Fides 8 de Outubro de 2003 em http://www.fides.org/por/news/2003/0310/08_577.html). “ O povo sente-se desconsolado, afirma ter visto tantos acordos de paz assinados e a guerra continuar”, afirma o missionário. “Talvez seja o momento de a Europa rever a sua posição em continuar apoiar economicamente os partidos de Burundi que estão envolvidos no processo de paz; pode se perguntar por exemplo se quem recebe o dinheiro da União Européia, tem todo o interesse de perpetuar ao infinito as negociações, em modo a continuar a obter os financiamentos internacionais. Pode-se perguntar sobre quem seja o verdadeiro detentor do poder em Burundi : o Presidente ou as facções mais extremistas dos militares? conclui o missionário.
(L.M) (Agência Fides 15/10/2003; linhas: 22; palavras: 277)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network