ÁFRICA/SUDÃO DO SUL - Kiir proclama cessar-fogo e abre o diálogo nacional, mas seu principal adversário fica excluído

Quarta, 24 Maio 2017 política   paz  

Riek Machar

Juba (Agência Fides)- “Riek Machar é o nosso líder e comandante, não enviaremos nenhum delegado a Juba sem uma ordem sua”, afirmou Paul Gabriel, porta-voz do Sudan People's Liberation Movement-in-Opposition (SPLM-IO), em resposta ao anúncio feito em 22 de maio pelo Presidente do sudão do Sul, Salva Kiir, da instauração do cessar-fogo unilateral e do início de um diálogo com todas as forças rebeldes, mas com a condição de que o SPLM-IO não envie Machar à negociação. Machar é o ex-Vice Presidente do Sudão do Sul e principal adversário de Kiir. Sua exclusão das negociações pode fazê-la fracassar antes do início.
Segundo o porta-voz do SPLM-IO, o diálogo nacional é apenas um pretexto para aliviar a pressão internacional sobre Juba, enquanto “na realidade, as forças do governo continuam a explorar os recursos do território e matar civis”.
O principal aliado do Presidente Kiir, o chefe de Estado ugandense Yoweri Kaguta Museveni, o exortou a não desperdiçar os votos obtidos em 2011, recordando que a maior parte de seus eleitores pertencem a toda a sociedade sul-sudanesa e não apenas a uma tribo. A guerra civil eclodida em dezembro de 2013 assumiu uma dimensão étnica e tribal, como denunciaram os Bispos (veja Fides 24/2/2017). (L.M.) (Agência Fides 24/5/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network