ÁSIA/MONGÓLIA - Igreja comemora 25 anos de presença: curso de Teologia da missão para o clero e leigos

Sábado, 13 Maio 2017 animação missionária   pontifícias obras missionárias   evangelização   igrejas locais   ordens religiosas   teologia   missionários   diálogo  

Jaroslav Vracovsky

Ulaanbaatar (Agência Fides) - “Em 2017, se completa uma etapa histórica para a Igreja Católica na Mongólia e para a Prefeitura Apostólica de Ulaanbaatar. Celebramos um duplo aniversário: o 25º aniversário das relações diplomáticas entre a Santa Sé e a República da Mongólia; e o 25º aniversário da presença da Igreja Católica com o início renovado da missão num país recém-saído do sistema socialista.” Foi o que disse à Agência Fides Dom Wenceslao Padilla, CICM, Prefeito Apostólico e um dos pioneiros da missão católica na Mongólia. “Com mais de 1.300 mongóis batizados e um sacerdote nativo, há motivo para se alegrar aqui”, disse a Fides o missionário africano Prosper Mbumba, CICM, que sublinha os abundantes frutos deste trabalho missionário. A comunidade católica conta centenas de catecúmenos provenientes de 6 paróquias e três missões que serão elevadas a paróquia em 2017, ano da celebração do “Jubileu de Prata”.
“Atualmente mais de 50 missionários e religiosos de 14 países do mundo estão oferecendo suas vidas na Mongólia, fiéis à sua vocação de cultivar a relação profunda com Deus e doar-se ao próximo”, recorda pe. Mbumba.
Para tornar significativo este ano jubilar, a Igreja local organizou diversas atividades. Dentre estas, um seminário sobre temas ligados à teologia da missão, realizado de 8 a 12 de maio, em colaboração com a Pontifícia União Missionária, uma das quatro Pontifícias Obras Missionárias.
“Esta semana teológica visava oferecer aos missionários, padres, consagrados e leigos a possibilidade de atualizar a sua formação missionária em uma experiência de aprofundamento comum”, explica à Fides pe. Ernesto Viscardi, missionário da Consolata e Vigário da Prefeitura apostólica, delegado para a organização do curso. O curso teve como objetivo desenvolver os programas pastorais em uma abordagem contextualizada, considerando as tradições culturais e religiosas específicas da Ásia e da Mongólia de modo especial, frisa pe. Viscardi, com um olhar às opções pastorais e métodos de nossa Prefeitura Apostólica e comparando-as com as indicações da Federação das Conferências Episcopais Asiáticas.
O curso analisou os seguintes temas: espiritualidade para a missão na Ásia contemporânea; história de Jesus como fundamento da missão; enculturação e experiência feminina da missão; os leigos católicos e a missão da Igreja; e o diálogo inter-religioso na missão evangelizadora da Igreja. O seminário ofereceu um precioso aprofundamento, principalmente aos cerca de 60 catequistas e leigos católicos presentes, que apreciaram muito o conteúdo e as reflexões propostas. (PA) (Agência Fides 13/5/2017)





Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network
animação missionária


pontifícias obras missionárias


evangelização


igrejas locais


ordens religiosas


teologia


missionários


diálogo