ÁSIA/ÍNDIA - Em Orissa, uma nova casa das Missionárias da Caridade

Sábado, 6 Maio 2017 pobreza   ordens religiosas   evangelização   obras sociais   igrejas locais  

Bhubaneswar (Agência Fides) - As missionárias da caridade abrem uma nova casa no Estado de Orissa, na Índia. Segundo Fides, a nova comunidade das religiosas de Madre Teresa se localiza no distrito de Kandhamal, teatro de violência anticristã em 2008. Assim, o Arcebispo John Barwa, responsável pela Arquidiocese de Cuttack-Bhubaneswar, refere à Agência Fides: “Foi um sonho acalentado por muito tempo o de abrir uma comunidade religiosa feminina na paróquia de Santo Antônio de Pádua, em Salimaguchha, no distrito de Kandhamal. Agora, depois de vários contatos, Deus nos ouviu e as Missionárias da Caridade aceitaram abrir uma casa naquele local”. A cerimônia de abertura, com a bênção da comunidade, está prevista para 13 de maio de 2017, no dia da festa de Nossa Senhora de Fátima. “Gostaria de agradecer a Irmã Prema, Superiora Geral das Missionárias da Caridade, e Irmã Olivet, Superiora Regional, em Orissa, por ter acolhido o nosso convite de colaborar no ministério pastoral em Kandhamal”, prossegue o arcebispo, recordando que será a terceira comunidade das Missionárias da Caridade naquele distrito. Os outros dois conventos se encontram na Paróquia de São Sebastião em Saramuli e Maria, e na paróquia da Mãe de Deus em Sukananda, outras duas localidades de Kandhamal.
Interpelada por Fides, Irmã Olivet explica “Estamos felizes de abrir a nossa nova casa neste distrito. As pessoas precisam de nosso serviço.
Estamos engajadas no trabalho com os pobres e levando a semente do reino de Deus a esta parte do mundo. Com a graça e a misericórdia de Deus, faremos o máximo para estar próximas desta gente cuidando dos pobres, agindo pelo bem comum, reforçando a fé em Deus e promovendo a paz e a harmonia na região”.
A casa das missionárias será uma “luz do Evangelho” em um contexto ainda marcado por sofrimento, dificuldades, injustiça, pobreza e marginalização. A violência anticristã em 2007 e sobretudo em 2008 deixou mais de cem mortos e 56 mil desalojados. Muitas igrejas e instituições cristãs em Kandhamal foram danificadas. (PA) (Agência Fides 6/5/2018)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network