AMÉRICA/MÉXICO - 90% das crianças mexicanas envolvidas em trabalhos perigosos

Terça, 2 Maio 2017

Internet

Cidade do México (Agência Fides) - De acordo com os resultados 2015 do Módulo do Trabalho Infantil (MIT) da Pesquisa Nacional de Emprego, elaborado pelo Instituto Nacional de Geografia e Estatística (INEGI), no México cerca de 2,48 milhões de crianças e adolescentes trabalham. Desse número, 89,6% (2,22 milhões) fazem atividades econômicas proibidas. Dos 2,22 milhões, 887 mil (40%) não têm a idade mínima prevista para trabalhar e um milhão e 330 mil (60%) desempenham atividades perigosas para a saúde ou para a moral, que afetam os seus direitos e seu desenvolvimento integral. Além disso, no México, a jornada de trabalho para menores de 16 anos não pode superar seis horas cotidianas. No entanto, 36,6% da população na faixa etária de 5 a 17 anos trabalha 35 ou mais horas por semana.
Das crianças que trabalham, 42,5% não recebem nenhum pagamento, 19,1% recebem até dois salários mínimos, e três a cada 10 recebem apenas o salário mínimo. Daqueles que ganham um salário mínimo, 38,2% trabalha de 40 a 48 horas por semana. De toda a população infantil, 9,6% trabalha e 9,7% trabalha e estuda.
Das crianças e adolescentes que trabalham, 53,3% estuda e realiza trabalhos domésticos e 27% trabalha e deve fazer tarefas domésticas. 12% dos que realizam tarefas domésticas o fazem em condições de perigo e 14% dedica de 14 a 28 horas semanais a esta atividade.
(AP) (2/5/2017 Agência Fides)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network