AMÉRICA/PORTO RICO - Ativar o processo falência para salvar o país: o pedido dos líderes religiosos

Quarta, 26 Abril 2017 economia   política   meninos de rua  

Dom Roberto González

San Juan (Agência Fides) – "Confirmamos o nosso encorajamento e nosso apoio ao governador de Porto Rico e ao Comitê de supervisão, para autorizar o processo de falência do Título 3 até 28 de abril, antes que expirem as proteções legais da dívida”: é o que se lê em declaração, enviada à Fides, publicada ontem, 25 de abril, pelo Arcebispo de San Juan de Porto Rico, Roberto González, assinada também pelo reverendo Heriberto Martínez, chefe da Sociedade Bíblica de Porto Rico. “Se o conselho de vigilância e o governador não agirem até o dia 28 de abril, tememos que Porto Rico se torne alvo de fundos “urubu””, prossegue o texto.
Apenas poucos meses atrás, a lei sobre a crise da dívida de Porto Rico foi aprovada pelo Congresso estadunidense, pois é um estado federado dos Estados Unidos. As normas legislativas compreendiam proteções temporárias de ações legais e um processo de falência destinado a reestruturar toda a dívida da ilha (veja Fides 23/03/2017).
"O processo de falência projetado pelo Congresso é um instrumento muito poderoso, é realmente o único processo que pode reestruturar cada dólar da dívida”, explicou Eric LeCompte, diretor executivo do Jubilee USA Network. LeCompte trabalhou na legislação e é o conselheiro dos líderes religiosos de Porto Rico. "O tempo de Porto Rico está acabando e é responsabilidade do conselho de vigilância autorizar o processo de falência" concluiu.
(CE) (Agência Fides, 26/04/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network