AMÉRICA/HONDURAS - Migrantes: 30% mais repatriados dos EUA em relação a 2016

Sexta, 7 Abril 2017

Migrantes: 30% mais repatriados dos EUA em relação a 2016

Tegucigalpa (Agência Fides) – Aumentou para mais de cinco mil o número de hondurenhos expulsos dos Estados Unidos, um número maior do que os repatriados no primeiro trimestre de 2016, quando foram 3.770. A nota enviada pela Fides Digital, órgão de informação da arquidiocese de Tegucigalpa, a responsável da Pastoral da Mobilidade Humana da Arquidiocese, irmã Isabel Arantes, confirma que o número de compatriotas repatriados dos Estados Unidos é 30% mais alto do que o registrado no primeiro trimestre de 2016.
A religiosa afirma que isto se deve às novas políticas migratórias estadunidenses; e por isso, pede às autoridades de Honduras que forneçam mais apoio àqueles que ainda estão ilegais nos Estados Unidos. “Às pessoas que retornam é preciso oferecer um tratamento melhor e se possível, oportunidades para trabalhar, pois o desemprego é uma das causas principais da imigração dos hondurenhos”, acrescenta a nota enviada à Agência Fides.
Precisamente por este fenômeno, foi aberta na capital a segunda UMAR (Unidade Municipal de Atenção do Migrante Repatriado), para acolher e assistir crianças, adolescentes e famílias que retornam com seu sonho partido.
As UMAR, organismos estatais em que são presentes agentes pastorais da Igreja, estão oferecendo um bom serviço: a primeira foi aberta em San Pedro Sula e está sendo estudada a abertura de outras em Choloma, La Ceiba e Tocoa, para oferecer apoio psicológico, social, médico e de formação profissional.
(CE) (Agência Fides, 07/04/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network