AMÉRICA/PARAGUAI - A Igreja no processo de diálogo: abandonar o pedido de reeleição do Presidente

Quinta, 6 Abril 2017

A Igreja no processo de diálogo: renunciar ao pedido de reeleição do Presidente

San Pedro de Ycuamandiyú (Agência Fides) – O Bispo da diocese de San Pedro, Dom Pierre Laurent Jubinville, C.S.Sp. informou que o Conselho Permanente da Conferência Episcopal do Paraguai (CEP) previu a possibilidade que alguém deixe a mesa das negociações convocada pelo Presidente, Horacio Cartes. Todavia, destacou, não se deve confundir o processo de diálogo, que é muito mais complexo, com aquele encontro.
A situação ainda está tensa, depois dos violentos protestos populares contra a reforma constitucional que abriria caminho para a reeleição do atual Presidente, Horactio Cartes (veja Fides 29/03/2017), que propôs se encontrar com os vários grupos institucionais para resolver a situação, como os Bispos (veja Fides 04/04/2017).
“É claro que não pode haver uma mesa vazia ou pessoas que não têm nada a dizer – reitera Dom Jubinville na nota recebida pela Fides. Precisa-se encontrar outra estratégia. Nós nos comprometemos com um processo de diálogo e isto é muito mais do que um simples encontro. Devemos extrair a força da nossa autoridade moral para convocar e mostrar aos convocados que é possível alcançar um resultado”.
Dom Jubinville recorda que a posição da Igreja em relação à modificação constitucional sempre foi a de renunciar a esta intenção, desde o ano passado, mas “parece que não estão ouvindo o pedido da Igreja”, concluiu.
Ontem, o primeiro vice-presidente da Câmera dos Deputados do Paraguai, Amado Florentín, abriu a sessão parlamentar pedindo ao país “que não retorne à ditadura” depois da manifestação contra a reeleição presidencial provocou a morte de um jovem ativista e diversos feridos (veja Fides 1/04/2017).
(CE) (Agência Fides, 06/04/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network