ÁSIA/IRAQUE - Siglas políticas cristãs insistem: autonomia administrativa para a Planície de Nínive

Terça, 4 Abril 2017 igrejas orientais   áreas de crise   política   jihadistas  

saintadday.com

Irbil (Agência Fides) - A autonomia administrativa da Planície de Nínive continua sendo o objetivo político mais concreto seguido pelas siglas e organizações políticas e sociais animadas por líderes e militantes cristãos que em 6 de março, em Kirkuk, formaram um “Conselho” unitário como instrumento de representação partilhado. Na segunda-feira, 3 de abril, uma delegação de grupos aderentes ao “Conselho” visitou, em Irbil, o Parlamento da Região Autônoma do Curdistão iraquiano, encontrando também o vice-presidente do Parlamento, Jaafar Emniki. Durante o encontro, os representantes das siglas políticas cristãs entregaram ao representante institucional do Parlamento regional o memorando com os pedidos prioritários partilhados por eles, partindo da concessão da autonomia administrativa da área da Planície de Nínive, libertada pela ocupação das milícias jihadistas, e onde antes dos anos de ocupação da parte do Estado Islâmico (Daesh ) tinham se concentrado os principais assentamentos de cristãos da região. Emniki confirmou que a abertura para as instâncias autonomistas expressas pelas comunidades cristãs já faz parte do programa seguido pela Região autônoma do Curdistão iraquiano, e tal comportamento será convenientemente declinado nos procedimentos e iniciativas colocadas em ação pelas comissões e departamentos parlamentares. A autonomia administrativa da área de Nínive vem indicada pelas organizações políticas cristãs da região como um instrumento necessário para favorecer a reconstrução e o repovoamento de cidades e povoados que foram ocupados pelos jihadistas desde a primavera de 2014. (GV) (Agência Fides 4/4/2017).


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network