AMÉRICA/VENEZUELA - A criminalidade é um fator de aumento de crianças órfãs

Terça, 4 Abril 2017

Drea tuka

Caracas (Agência Fides) – Nos últimos 5 anos, em Caracas, aumentou de modo significativo o número de crianças órfãs devido á criminalidade. Embora não haja números oficiais sobre crianças e adolescentes que perdem os pais, a média é alarmante. Considerando 10% dos casos de homicídios registrados no obituário de Bello Monte no primeiro trimestre do ano, um total de 1.600 crianças e adolescentes ficaram órfãos. No total se registraram 1.334 cadáveres entre janeiro e março. Destes, 60% correspondem a casos de homicídio, ou sejam 800 pais mortos.
Segundo estimativas do Cicpc (Cuerpo de Investigaciones Científicas, Penales y Criminalísticas), nos últimos cinco anos, o país foi considerado um dos mais violentos do mundo, com mais de 132 mil pessoas assassinadas e consequentemente, 66.034 crianças e adolescentes ficaram órfãos. 95% das vítimas de homicídio são homens. Segundo os dados do obituário, em janeiro ficaram órfãos 604 crianças e adolescentes, em fevereiro 243 e em março, 255 menores.
(AP) (4/4/2017 Agência Fides)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network