ÁFRICA/SENEGAL - O país das crianças ‘pedintes’

Sexta, 31 Março 2017

PRO Jeff Attaway

Dacar (Agência Fides) - No Senegal, cerca de 50 mil crianças pedem esmolas nas ruas. Provêm de aldeias ou países vizinhos como Gâmbia, Mali e Guiné Bissau. São em maioria Talibè, crianças de 3 a 15 anos cujos pais os mandam às Daara, escolas corânicas dirigidas por mestres Marabut, para aprender os preceitos do Islã e o Alcorão. Somente em Saint Louis, os Talibè são 15 mil, e destes, 10 mil são obrigados a esmolar nas ruas, todos os dias. Muitos tentam fugir de seus patrões, que por vezes os acorrentam. Desde 2005, existe no Senegal uma lei que proíbe a mendicância, mas não é controlada. O Governo senegalês, em muitas ocasiões, anunciou a adoção de medidas fortes para reprimir a prática. Todavia, a sociedade local está começando a tomar consciência deste drama e a reagir: existem diversas plataformas que denunciam o fenômeno das crianças mendicantes e a violência contra elas, favorecendo a mudança de mentalidade em todos os níveis.
(AP) (31/3/2017 Agência Fides)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network