ÁFRICA/GANA - “O Santo Padre considera Gana como um exemplo de democracia para os seus vizinhos”, afirma o Núncio

Quinta, 30 Março 2017 igrejas locais  

Acra (Agência Fides) - “As relações entre a Santa Sé e Gana são excelentes e houve uma evolução positiva no decorrer dos anos”, afirma Dom Jean-Marie Speich, Núncio Apostólico em Gana, num colóquio com o correspondente local em Acra da Agência Fides, por ocasião dos 40 anos do estabelecimento das relações diplomáticas entre os dois Estados (veja Fides 23/2/2017).
“O Santo Padre considera Gana como um país capaz de ajudar os Estados vizinhos a crescer na democracia. O Santo Padre leva Gana em seu coração e reza para que o país cresça em paz, na democracia e na prosperidade, de modo a beneficiar os seus habitantes, e para que haja uma luta à corrupção, que prejudica com a economia”, garantiu o Núncio.
Ao descrever a contribuição da Igreja Católica à promoção humana do país, Dom Speich recordou: “É verdade que promovemos centenas de projetos, todo tipo de serviço social em todo o país. É verdade que administramos mais de 4.600 escolas de ensino médio e fundamental, colégios e universidade, nos quais somente 25% dos estudantes são católicos. Acolhemos todos. É verdade que a Igreja Católica detém 27% das estruturas de saúde do país, entre clínicas, hospitais e dispensários. Posso apresentar muitas outras realidades, mas dar estatísticas e números é inútil e não muito católico. Devemos prestar contas somente a Deus. A contribuição da Igreja Católica em Gana não pode ser reduzida a números, porque estamos lidando com pessoas, com sua magnífica dignidade, qualquer que seja sua origem, tribo ou religião. Uma pessoa humana é o ser mais nobre sobre a terra. Acreditamos que venha de Deus e que a Ele voltará, por esta razão queremos servir a Deus através do ser humano no melhor modo possível”.
O Núncio conclui destacando “o trabalho fantástico feito pela Igreja Católica como membro da Ghana Conference of Religions for Peace e do National Peace Council. Cito como único exemplo o trabalho maravilhoso e exemplar efetuado na região de Volta: a reconciliação, tempos atrás, das comunidades Nyonka e Alavanyo no Upper East e dos Kukumbas com os Namumbas. Congratulo-me pela iniciativa do Satellite Peace-Building Center de Tamale, e pelo Centre for Conflict Transformation and Peace Studies di Damongo. Peço às outras embaixadas que apoiem essas iniciativas”. (A.A) (L.M.) (Agência Fides 30/3/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network