AMÉRICA/PARAGUAI - “Golpe de Estado parlamentar”: os Bispos pedem legalidade e respeito pela democracia

Quarta, 29 Março 2017

'Golpe de Estado parlamentar': os Bispos pedem legalidade e respeito pela democracia

Assunção (Agência Fides) – "As decisões tomadas, com sérias dúvidas sobre a legalidade e legitimidade, são um sinal da absoluta falta de consideração e de respeito pela instituição democrática que com tanto esforço e dedicação conquistamos depois de décadas de ditadura”: é a firme declaração da Conferência episcopal do Paraguai sobre o episódio de ontem, terça-feira, 28 de março, quando os parlamentares do governo estabeleceram um acordo com um grupo da oposição para apresentar e aprovar, em poucas horas, uma emenda constitucional para consentir a reeleição presidencial. Desde 1992, no Paraguai, a reeleição do Presidente é proibida pela Constituição para proteger o país de ditaduras e assim, o Presidente pode realizar um só mandato.
“É urgente refletir, com calma e de modo responsável sobre o que aconteceu, e liderar esforços para recuperar a confiança numa instituição de alto valor para a República, o Poder Legislativo, mostrando uma forte vontade de alcançar acordos no contexto da legalidade”, escrevem os Bispos.
A tensão é alta no país, informa uma nota enviada pela Fides: ontem à noite, mil pessoas desceram às ruas com o prefeito da capital, Assunção, para manifestar contra o que definem como “golpe de Estado parlamentar”.
Na conclusão do documento, os Bispos escrevem: “Consideramos prudente não insistir na introdução da reeleição presidencial por meio de emenda constitucional, porque isto gera inútil tensão e polarização social, que se não for bem administrada, pode degenerar em violência, com consequências imprevisíveis”.
(CE) (Agência Fides, 29/03/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network