ÁSIA/CHINA - Nos passos de São José, viver a vida cristã no silêncio, na humildade e na serenidade

Quarta, 22 Março 2017 igrejas locais   festa  

Faith

Pequim (Agência Fides) – Viver a nossa vida cristã seguindo os passos de São José: como todos os anos, a comunidade católica chinesa continental celebrou uma das mais amadas solenidades do ano litúrgico, a festividade de São José, concentrando-se nas grandes virtudes da obediência, do silêncio, da humildade e da serenidade.
Segundo informações recebidas pela Agência Fides, como habitualmente, durante todo o mês de março foi dedicado ao Santo, Padroeiro dos trabalhadores, da missão na China, dos recém-casados e da boa morte. Numerosas igrejas, colégios, congregações religiosas, missões e grupos escolheram São José como padroeiro não apenas para homenageá-lo, mas principalmente para imitar o seu espírito e as suas virtudes, que estão em sintonia com os antigos ensinamentos da cultura e da tradição chinesa.
A partir do fato que este ano a festividade coincidiu com o domingo de Quaresma, em vários lugares a festividade foi antecipada para sábado, 18 de março. Uma solene procissão com a estátua de São José abriu as celebrações em honra do Padroeiro na paróquia de Wu Xi. Durante a homilia, o sacerdote convidou todos “a aprender de seu silêncio: a sua aceitação com fé, sua espera na esperança, e a realização da própria missão que lhe foi confiada pelo Senhor com caridade”.
Na igreja de Hu He Hao Te, na Mongólia, o aniversário foi comemorado no estilo da estepe: com danças, cantos e uma grande festa no signo de uma grande família.
Na província de Hebei, as igrejas dedicadas ao santo são incontáveis. Uma delas, na diocese de Xian Xian, inaugurou a nova igreja e o novo centro pastoral na presença do bispo diocesano, Dom José Li. Os trabalhos na nova igreja iniciaram em 19 de março do ano passado. Hoje, este povoado de 200 fiéis tem um centro pastoral de 968 metros quadrados com salas para pastoral, canônica e centro de espiritualidade.
Na província de Jiang Su, a celebração da festa concentrou-se na figura do santo que se tornou o instrumento do Senhor e modelo de fé incondicional. Dom José Xu Hong Gen, Bispo da Diocese de Su Zhou, destacou seu “exemplo de fé que nos recorda que nos tornamos morada do Senhor com o nosso coração, o nosso corpo e nossa vida”.
Um grande número de trabalhadores migrantes participou das missas celebradas nas várias dioceses, porque, como mencionado por um dos sacerdotes, “a Igreja é casa de todos, onde eles podem receber acolhimento e respirar oxigênio espiritual, não só nos dias de grandes festas, na festa de seu padroeiro, mas todos os dias do ano”. (NZ) (Agência Fides 22/03/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network