ÁSIA/IRAQUE - O Patriarca assírio Mar Gewargis também apoia o processo de agregação das siglas políticas e sociais cristãs

Terça, 14 Março 2017 igrejas orientais   ecumenismo   política   oriente médio   áreas de crise  

ankawa.com

Arbil (Agência Fides) – Mar Gewargis III, Patriarca da Igreja assíria do Oriente, também apoia o impulso promovido pelas siglas políticas e sociais iraquianas ligadas às comunidades cristãs por um processo de agregação que as leva progressivamente a ser uma único sujeito no cenário político-social da nação. Sábado, 11 de março, uma delegação dos dirigentes de organizações e partidos animados por líderes políticos e militantes caldeus, sírios e assírios, encontrou o Primaz da Igreja assíria na sede patriarcal de Arbil, para lhe expor os princípios do processo de agregação já iniciado e as solicitações a serem submetidas ao governo central de Bagdá e ao governo da Região autônoma do Curdistão iraquiano, principalmente em relação à futura reorganização político-administrativa da província de Nínive. Mar Gewargis expressou seu pleno apoio ao processo de agregação e às exigências políticas solicitadas pela “componente cristã” com o objetivo explícito de preservar a presença das comunidades cristãs iraquianas nas áreas de suas colônias históricas, que na primavera de 2014 caíram sob controle dos jihadistas do autoproclamado Estado Islâmico (Daesh).
O primeiro a dirigir apelos aos cristãos iraquianos para que não agissem “dispersivamente” foi o Patriarca caldeu Louis Raphael I Sako. O Primaz da Igreja caldeia tempos atrás sugeriu recorrer à expressão “componente cristã” para expressar a posição unitária dos cristãos iraquianos em relação às vicissitudes políticas e sociais e às instituições nacionais e locais. Segundo o Patriarca caldeu, esta opção “não contrasta com a salvaguarda de identidades milenárias” e consente “não perder tempo discutindo” ao redor deste patrimônio de identidade.
Recentemente, em Kirkuk (veja Fides 7/3/2017), ganhou corpo a constituição de um “Conselho” das comunidades cristãs que se propõe como organismo de relação entre as diferentes organizações políticas e sociais animadas por componentes cristãos.
A iniciativa também foi apoiada pelos responsáveis políticos locais, começando pelo curdo Rebwar Talabani, atual presidente do conselho provincial de Kirkuk: o novo organismo - disse Talabani - dará uma contribuição positiva não só no que diz respeito à condição da comunidade cristã, mas também para recompor e favorecer a convivência pacífica e colaborativa entre as diferentes componentes étnicas e religiosas da sociedade. (GV) (Agência Fides 14/3/2017).


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network