AMÉRICA/ARGENTINA - Denúncia do Bispo de Quilmes depois da tentativa de incendiar uma igreja

Terça, 14 Março 2017

Paróquia de São João Batista, no bairro Florencio Varela

Quilmes (Agência Fides) – O Bispo da diocese de Quilmes, na província argentina de Buenos Aires, Dom Carlos José Tissera, informou que em 10 de março, depois da missa da noite, assim que os fiéis deixaram a paróquia de São João Batista, no bairro Florencio Varela, duas pessoas mascaradas lançaram na nave da igreja, perto da porta, uma garrafa de plástico cheia de álcool e atearam fogo.
"Isso criou um foco de incêndio que foi rapidamente controlado pelos bombeiros. Graças a Deus, o fogo não atingiu o interior do templo, mas o transtorno e a confusão criados pelo fumo duraram algum tempo", conta o Bispo de Quilmes.
Segundo a nota enviada a Fides, o pároco, padre Marcelo Eyheramendy, com o sacristão e os paroquianos foram até a delegacia registrar denúncia.
"Mesmo que ainda seja cedo para tirar conclusões, com o padre Marcelo acreditamos que este episódio possa estar ligado a outros que se verificaram quarta-feira passada, 8 de março, contra a Catedral metropolitana de Buenos Aires e sexta-feira, 10, diante da Catedral de La Plata", disse o Bispo, que concluiu: "Nós nos unimos na condenação de semelhantes eventos que tiveram lugar nos últimos dias, ligados ou não àquilo que aconteceu recentemente em Florencio Varela".
Em 8 de março, durante as manifestações para o Dia da Mulher, um grupo de mulheres lançou objetos e tentou atear fogo à porta da Catedral de Buenos Aires. Além disso, diante da Catedral de Tucuman, um grupo de mulheres em 10 de março apresentou uma paródia profana com a Virgem Maria como protagonista.
(CE) (Agência Fides, 14/03/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network