ÁSIA/BANGLADESH - Agredido e ferido um cristão custódio de uma igreja: mais tutela para as minorias

Sábado, 11 Março 2017 minorias religiosas   violência   liberdade religiosa   política   terrorismo   criminalidade   direitos humanos  

Pabna (Agência Fides) – O cristão Gilbert D'Costa, 65 anos, foi agredido e ferido com várias facadas na noite de 10 de março, enquanto trabalhava como guarda-noturno da igreja católica de Santa Rita, na missão de Mathurapur, no distrito de Pabna, cidade de Bangladesh centro-ocidental. É o apurado pela Agência Fides junto a fontes locais. O homem foi atacado por razões desconhecidas por um grupo de criminosos que foram detidos depois que o pároco da igreja avisou tempestivamente a polícia. A polícia está interrogando os responsáveis e ainda não divulgou se os agressores pertencem a algum grupo terrorista. D’Costa foi levado com urgência para o hospital.
Nos últimos anos, muitos cristãos nas aldeias rurais de Bangladesh foram alvo de ataques semelhantes. No ano passado, diversos episódios tiveram os cristãos como objetivo. Como recordam as fontes da Fides, em junho passado, o cristão Sunil Gomes foi atacado e morto com facadas no pescoço. Uma mulher, também agredida com facadas, sobreviveu. Dois irmãos e uma irmã com a mãe idosa foram agredidos e gravemente feridos. “Nenhum dos autores destes episódios de violência foi encontrado e nenhuma medida foi adotada para proteger as minorias cristãs em Bangladesh. Pedimos ao governo de Bangladesh que garanta proteção adequada para os cristãos e outros membros das minorias religiosas”, nota à Fides Rosaline Costa, católica e ativista de direitos humanos.
Segundo dados difundidos pelas ONGs e enviados à Fides, em 2016 se verificaram 1.471 casos de violência contra as minorias religiosas, dos quais 71 homicídios, 29 mortes misteriosas e 875 ferimentos. (PA) (Agência Fides 11/3/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network
minorias religiosas


violência


liberdade religiosa


política


terrorismo


criminalidade


direitos humanos